Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

Skoda Slavia é o ‘irmão’ indiano do Virtus, mas com novo motor 1.5 TSI

Sedã exclusivo da Índia tem diversas semelhanças com o Virtus, porém é ligeiramente maior no comprimento

Por João Vitor Ferreira 19 nov 2021, 02h32

Qualquer semelhança não é mera coincidência. O Skoda Slavia, mais novo sedã compacto da Índia, tem muito em comum com o Volkswagen Virtus brasileiro. 

Black Friday! Assine a Quatro Rodas a partir de R$ 6,90

Na verdade, o exclusivo sedã da Skoda – marca tcheca muito forte na Índia – usa uma versão adaptada da sua plataforma MQB, batizada de MQB A0 IN. Essa variação foi feita exclusivamente para o mercado indiano e equipa outro veículo da marca vendido por lá, o SUV Kushaq — que por sua vez, é feito sob os moldes do T-Cross e teve ajudinha do Brasil no projeto.

Com a mesma plataforma, os dois carros compartilham diversas semelhanças. A primeira está na traseira, onde as lanternas de LED são bem parecidas, exceto pelo pedaço “faltando” no Slavia, na parte inferior que invade o porta-malas. Ambos têm um falso spoiler na parte superior da tampa do porta-malas, mas antena do sedã tcheco recebe o formato de barbatana de tubarão.

Skoda Lancia traseira
Slavia é o nome da marca de bicicletas dos fundadores da Skoda, Václav Laurin e Václav Klement, criaram em 1896 Divulgação/Skoda

O volume do porta-malas, a largura e o entre-eixos são iguais para ambos os carros, com 521 L, 1,75 m e 2,65 m respectivamente. Porém, o Slavia supera o Virtus nas outras dimensões, com 4,54 m de comprimento e 1,47 m de altura.

Na lateral é onde vemos as maiores semelhanças entre os dois carros, inclusive com a mesma queda na linha do porta-malas. O Slavia também tem rodas de 15 ou 16 polegadas, dependendo da versão.

Skoda Lancia frontal
Com grade e faróis diferenes, o Slavia tem um visual mais agressivo que o Virtus Divulgação/Skoda
Continua após a publicidade

É na dianteira onde o Slavia mostra sua própria personalidade. A grade recebe design característico dos modelos Skoda e os faróis diurnos de LED tem forma de “L”. As luzes principais, convencionais nas versões mais básicas e de LED na topo de linha, são mais estreitas e arredondadas se comparadas ao do “irmão” alemão.

Na parte mecânica, o Slavia terá dois motores TSI como opção. O primeiro é o 1.0 de 115 cv e 17,85 kgfm de torque, ainda não confirmados. Por padrão, esse motor terá câmbio manual de seis marchas, mas tem como opcional uma transmissão automática, também de seis velocidades.

Skoda Lancia lateral
A Skoda informou os valores de torque de ambos os motores, mas salientou que os valores oficiais só virão junto do lançamento Divulgação/Skoda

O outro motor é o moderno 1.5 TSI de 150 cv potência e torque, também não confirmado, de 25,5 kgfm. Ele tem o mesmo câmbio manual do 1.0, porém recebe como opcional uma transmissão automática de sete marchas e dupla embreagem.

Skoda Lancia interior
Exceto pelas saídas de ar redondas e o volante, o interior do Slavia se assemelha bastante com o do Virtus Divulgação/Skoda

Disponível em três níveis de acabamento, Active, Ambition e Style, as versões mais caras terão maior conforto no interior. Dentre os equipamentos estão bancos de couro com aquecedor, quadro de instrumentos digital, teto solar elétrico e ar-condicionado Climatronic touch (como na linha 2022 de Polo, Virtus, Nivus e T-Cross). As saídas de ar são redondas e a central multimídia tem tela flutuante de 10’’.

O Slavia chegará ao mercado indiano antes do Virtus, com as primeiras entregas sendo feitas ainda no primeiro trimestre, mas sem preço revelado. Por lá, ele terá a difícil missão de substituir o sedã Skoda Rapid, que está no mercado indiano há quase 10 anos.

Não pode ir à banca comprar, mas não quer perder os conteúdos exclusivos da Quatro Rodas? Clique aqui e tenha o acesso digital.

A edição 750 de QUATRO RODAS já está nas bancas!
A edição 750 de QUATRO RODAS já está nas bancas! Arte/Quatro Rodas
Continua após a publicidade

Publicidade