Clique e assine por apenas 5,90/mês

Segredo: VW T-Sport será para o Polo o que o Honda WR-V é para o Fit

Atualizamos projeção do CUV, que será lançado em junho de 2020 e compartilhará muitos componentes com o hatch compacto premium

Por Leonardo Felix - Atualizado em 22 nov 2019, 08h00 - Publicado em 22 nov 2019, 07h00
Projeção atualizada do VW T-Sport Du Oliveira/Quatro Rodas

O VW270 3 CUV, código interno do SUV cupê compacto da Volkswagen que será lançado em 2020, e cujo possível nome definitivo é T-Sport, perdeu de vez a inibição de aparecer em flagras na forma de protótipos camuflados.

Aproveitamos para renovar a projeção do modelo, cuja produção, antecipada por QUATRO RODAS em agosto deste ano, ocorrerá na fábrica de São Bernardo do Campo (SP).

Após analisarmos as imagens dos protótipos, constatamos que o T-Sport será mesmo para o Polo aquilo que o Honda WR-V representa para o Fit: uma derivação mais parruda, mas que compartilha boa parte dos componentes e até das chapas da carroceria.

No caso do CUV da Volkswagen, para-brisa, colunas A e B, portas e vincos laterais, para-lamas frontais, caixas de roda e distância entre-eixos (2,56 m) são idênticos (ou quase) aos do Polo.

Para a fabricante, isso representa uma grande economia nos custos de desenvolvimento.

Apesar de receber muitos elementos do Polo, T-Sport terá dianteira exclusiva Du Oliveira/Quatro Rodas

Claro que o novo modelo terá elementos exclusivos, tanto na dianteira – grade, faróis e para-choque serão inspirados no T-Cross, assim como as lanternas integradas por uma régua em preto brilhante – quanto na traseira – coluna C, para-lamas traseiros, vidro traseiro, tampa do porta-malas, caimento do teto e para-choque.

Continua após a publicidade

O desenho das rodas também será inédito, conforme já revelado pelos flagras.

Internamente, o T-Sport deve herdar muitos componentes de acabamento de Polo e Virtus, incluindo os bancos, mas também pode receber um ou outro elemento do T-Cross a fim de se diferenciar de hatch e sedã.

O motor, pelo menos nas versões de topo, será 1.0 turbo flex de 128 cv e 20,4 mkgf, aliado a câmbio automático de seis marchas da Aisin com função Tiptronic.

Devido ao balanço traseiro estendido, o porta-malas terá capacidade bastante generosa para um compacto, acima dos 400 litros. Preços devem ficar entre R$ 70.000 e R$ 100.000.

 

Também conforme adiantado por nossa reportagem, o início da produção em massa do VW270 CUV ainda depende da substituição de todo o maquinário de prensas da fábrica da Anchieta, o que só será finalizado em abril de 2020.

Portanto, de acordo com informações atualizadas de nossas fontes, seu lançamento no mercado deve ocorrer em junho.

Continua após a publicidade
Publicidade