Clique e assine por apenas 5,90/mês

Saudade do Ford Fiesta, né, meu filho? Na Europa, ele já sabe ler placas

Aposentado no Brasil há um ano, hatch ganha sistemas semiautônomos de condução no Velho Continente, além de motor híbrido leve

Por Daniel Telles - 10 jun 2020, 18h04
Nova geração do Fiesta foi apresentada na Europa em 2017 e não veio para o Brasil Divulgação/Ford

Há exatamente um ano a Ford encerrava a produção nacional de um de seus modelos mais bem-sucedidos por aqui: o Fiesta.

Quer ter acesso a todos os conteúdos exclusivos de Quatro Rodas? Clique aqui e assine com 64% de desconto.

A saída de linha do hatch fez parte de um movimento de redução das atividades da marca no país, que culminou com o fechamento da fábrica de São Bernardo do Campo (SP) em outubro do ano passado.

Variação híbrida visa atender as normas ambientais europeias e reduzir o consumo Divulgação/Ford

Na Europa, no entanto, o modelo, líder de vendas por lá, segue sua trajetória e continua recebendo atualizações. Na mais recente delas, a Ford passou a oferecer motorização híbrida leve.

O sistema é composto por um gerador que envia a energia da frenagem a uma bateria de 48 V, que, por sua vez, funciona como uma espécie de alternador, aliviando o esforço do motor 1.0 turbo nas partidas e acelerações.

A configuração eletrificada é oferecida tanto na opção de 125 cv quanto na mais potente, de 155 cv.

Em conversão direta, preço passa dos R$ 120.000 na versão básica Divulgação/Ford

Na configuração mais arisca, inclusive, o sistema confere um ganho de até 50% no torque do veículo em rotações mais baixas e aumenta o pico em até 2 kgfm, resultando num total de 24,4 kgfm para o hatch.

As versões exclusivamente a combustão também passaram por atualização no motor (1.0 três-cilindros turbo EcoBoost) e no câmbio, que agora é automatizado de dupla embreagem e sete marchas.

Continua após a publicidade
Central de 8 polegadas recebeu atualização e agora tem botões físicos maiores Divulgação/Ford

Além da parte mecânica, a Ford também fez melhorias nos sistemas de segurança e tecnologia.

O Fiesta agora tem entre seus itens de série: sistema de reconhecimento de placas e sinais de trânsito, assistente de estacionamento em vaga perpendicular e detector de faixa de pedestres com frenagem de emergência.

Além disso, o motorista poderá ordenar comandos ao carro, tais como destravar as portas e até dar partida no motor, direto de seu celular, por meio de um aplicativo chamado FordPass Connect.

O preço inicial do Ford Fiesta com o sistema híbrido no Reino Unido é de £ 19.860, o que equivale a aproximadamente R$ 121.890.

Não pode ir à banca comprar, mas não quer perder os conteúdos exclusivos da edição de maio da Quatro Rodas? Clique aqui e tenha o acesso digital.

 

 

 

Continua após a publicidade
Publicidade