Clique e assine com até 75% de desconto

Renault começa pré-venda do Captur na versão mais cara, a partir de R$ 89 mil

Crossover derivado do Duster pode ser reservado em três cores, sempre com teto preto. Entregas começam em fevereiro

Por Henrique Rodriguez 14 nov 2016, 17h07
Renault Captur

Apresentado ao público na última semana, durante o Salão do Automóvel de São Paulo, o Renault Captur teve sua pré-venda iniciada nesta segunda-feira (14).

Apenas 400 carros serão disponibilizados para encomenda, sempre na versão topo de linha Intense, com motor 2.0 e câmbio automático de quatro marchas. A Renault estabeleceu valor estimado entre R$ 89 mil e R$ 95 mil para a versão.

LEIA MAIS: 

>> Exclusivo: tudo sobre os novos motores 1.0 de três cilindros e 1.6 16V da Renault

>> Salão: Renault Kwid surge como conceito ao estilo “SUV”

>> Impressões ao dirigir: Renault Koleos, luxo para os emergentes

Continua após a publicidade

Interessados têm dois dias para fazer o depósito de R$ 3.000 na concessionária onde receberá o carro – algo previsto para acontecer entre o final de fevereiro e o início de março. Há três opções de cores: vermelho, branco e prata, todas com teto preto.

Renault Captur

A Renault evoca o “design francês” do Captur, que promete ser o grande diferencial do modelo. Mas o Captur fabricado em São José dos Pinhais é bem diferente do carro vendido na Europa. Em vez da plataforma do Clio europeu, o Captur nacional é baseado na plataforma do Duster. Por isso é consideravelmente maior que o europeu: são 4,32 m de comprimento (20 cm a mais), 1,82 m de largura (+ 5 cm) e 2,67 m de entre-eixos (+ 7 cm).

Renault Captur

Herança indesejada do Duster é o conjunto mecânico formado pelo veterano 2.0 16v Flex F4R, com 148 cv e 20,9 mkgf de torque, acoplado ao câmbio automático de quatro marchas de concepção já ultrapassada.

A versão Intense também terá opção mais em conta com o novo motor 1.6 16V SCe (semelhante ao do Renault Kicks) de 120 cv e 16,2 mkgf com câmbio automático do tipo CVT, um conjunto menos forte mas mais moderno que o da configuração mais cara. A versão de entrada Zen, cujos preços deverão partir dos R$ 80 mil, terá opção de câmbio manual e CVT. 

Renault Captur

Mas o Captur não terá apenas o design para justificar os preços mais altos que os do Duster. O pacote de equipamentos terá itens indisponíveis para o Duster, como os controles de estabilidade e tração, assistente de partida em rampas, partida sem chave, ar-condicionado automático, bancos de couro e até quatro airbags. A central multimídia Media Nav com GPS estará entre os itens de série. 

Renault Captur

Com este posicionamento, o Renault Captur terá que disputar clientes no disputado segmento de Honda HR-V, Jeep Renegade, Nissan Kicks e Peugeot 2008, além dos novos Chevrolet Tracker e Hyundai Creta. 

Continua após a publicidade
Publicidade