Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês

Porsche Taycan Cross Turismo: uma volta na perua mais barata do Brasil

A Taycan Cross Turismo, versão SW do primeiro elétrico da Porsche, é a perua mais barata do Brasil

Por Henrique Rodriguez Atualizado em 14 jul 2022, 17h51 - Publicado em 14 jul 2022, 17h45

Chevrolet Caravan, Fiat Palio Weekend, VW Parati, Ford Belina… O tempo das peruas no Brasil acabou e elas deixaram de fazer parte do nosso cotidiano. O segmento se transformou em um nicho com pouquíssimos carros de luxo. Prova disso é que a Porsche Taycan Cross Turismo (elétrica) custa a partir de R$ 699.000 e, mesmo assim, é a perua mais barata à venda no Brasil.

Porsche Taycan Cross Turismo
Fernando Pires/Quatro Rodas

Bem, é um Porsche básico, porque a fabricante alemã permite que você configure praticamente tudo, como bem fazia a Volkswagen até 20 anos atrás (tempo dos Gol 2.0 sem limpador traseiro). No caso da Taycan Cross Turismo, rodas aro 21 custam R$ 19.481 (e podem ter a cor da carroceria por mais R$ 5.472). O interior bicolor, R$ 18.687.

Porsche Taycan Cross Turismo
A perua elétrica herda os faróis do sedã, do qual é derivada Fernando Pires/Quatro Rodas

Os bancos esportivos com 18 ajustes elétricos, R$ 1.751. O pacote off-road com detalhes em cinza, responsável pelas aletas nas laterais do para-choque frontal, mais R$ 9.139. Os faróis de led matriciais, mais R$ 10.096. Contabilizando tudo, um carro igual ao mostrado aqui sai por R$ 840.000.

A Porsche optou por trazer a perua na versão Cross Turismo até mesmo para ter uma distinção clara do Taycan sedã. E fez bem. Se por um lado o visual com plásticos, molduras plásticas ao redor da carroceria e para-choques exclusivos remetam à antiga moda dos aventureiros, há algumas vantagens nesta versão.

Porsche Taycan Cross Turismo
A traseira e o teto alongados mudam radicalmente o design Fernando Pires/Quatro Rodas

E a suspensão é até 3 cm mais alta na comparação com o Taycan. Isso porque tem molas pneumáticas com controle da carroceria em tempo real, tanto por meio das bolsas de ar quanto pelos amortecedores adaptativos. Por isso, é capaz de proporcionar tanto a sensação esportiva que se espera de um Porsche como bons amortecimento e curso de suspensão.

Mesmo no uso urbano, a Cross Turismo se mostra mais à vontade que seus parentes Macan e Cayenne, pois para-choque, defletores ou protetores não precisam temer valetas ou rampas mal projetadas. Trata-se do Porsche mais versátil à venda.

Porsche Taycan Cross Turismo
Perua nada discreta, a Cross Turismo é 3 cm mais alta Fernando Pires/Quatro Rodas

O que também é de grande ajuda é o eixo traseiro direcional, um opcional de R$ 9.413 que deveria ser equipamento de série. Só ele para me fazer tirar a perua, com 4,97 m de comprimento e 2,90 m de entre-eixos, de minha garagem sem múltiplas manobras. E ainda ajuda a passar a sensação de que tem algumas dezenas de centímetros a menos no entre-eixos quando em um circuito ou estrada mais sinuosa.

Compartilhe essa matéria via:

Quem diria! 

Por outro lado, a Taycan Cross Turismo está longe da potência de outros Porsche. Como sua base é o Taycan 4, versão básica, tanto o motor dianteiro quanto o traseiro entregam 190 cv cada: 380 cv no total. No modo de largada, porém, chegam aos 476 cv.

Continua após a publicidade

Porsche Taycan Cross
Na cabine, diversos elementos são compartilhados com o Taycan sedã Fernando Pires/Quatro Rodas

Além de um ganho de 25% na potência, o motor traseiro – que é o mais exigido – tem um câmbio de duas marchas com uma redução para acelerar mais rápido. Assim: a aceleração de 0 a 100 km/h regular é de 5,1 segundos e com o controle de largada acionado, 4,8 segundos, de acordo com a fábrica.

Porsche Taycan Cross
Tela curva do quadro de instrumentos tem comandos de faróis, suspensão e tração nas laterais. Só os faróis custam R$ 10.096 Fernando Pires/Quatro Rodas

O mais legal é que o carro tem ronco virtual e bem encorpado, que você pode conferir no vídeo.

Quem sustenta isso é uma bateria com 93,4 kWh que pode ser carregada a até 270 kW (o que só é possível nas concessionárias Porsche de São Paulo). Mas a autonomia não é tão grande: 360 km para viagens e até 456 km no ciclo WLTP. O Taycan tem dois bocais de carregadores.

Porsche Taycan Cross
Embora seja enorme, esta perua não é espaçosa nem tem um grande porta-malas Fernando Pires/Quatro Rodas

Do lado direito, carrega só na lenta e no esquerdo carga rápida e lenta. E, com o pagamento extra de R$ 2.873 eles ganham abertura elétrica.

Sabe aquele espaço abundante das peruas? Este Porsche não tem. O teto prolongado até aumenta o espaço para a cabeça no banco traseiro, mas ainda é um ambiente meio enclausurado, com janela pequena que abre pouco. E boa parte do espaço do porta-malas é ocupado pelo estepe.

Porsche Taycan Cross
Fernando Pires/Quatro Rodas

Na dianteira, o maior desafio está no vão de acesso, como no Taycan convencional. O painel, inclusive, é o mesmo com quadro de instrumentos em uma tela curva, uma outra tela para ajudar a operar o ar-condicionado e monitorar a bateria, e de uma terceira para a central multimídia.

Porsche Taycan Cross
Fernando Pires/Quatro Rodas

E quem quiser pagar R$ 4.706 poderá oferecer uma central exclusiva para o carona. Ostentação em tempos de carro com central em falta.

A Porsche Taycan Cross Turismo é tão ímpar que, fora o design, nem parece uma perua.

Porsche Taycan Cross
Telas controlam tudo: da direção das saídas do ar-condicionado à resposta dos motores. Chave pode ser na cor verde também Fernando Pires/Quatro Rodas

Veredicto

A Porsche Taycan Cross Turismo pode ter a dinâmica de um Porsche ou a competência de um bom SUV. Está à frente de muitos carros de luxo em tecnologia. Só não oferece a grande vantagem das boas peruas: espaço interno abundante.

Fotos do Porsche Taycan Cross Turismo

Ficha Técnica – Porsche Taycan Cross Turismo

  • Preço: R$ 699.000
  • Motor: elétrico, síncrono permanentemente (diant. e tras.), 380 cv (476 cv com overboost), 51 kgfm, bateria com 93 kWh
  • Câmbio: uma marcha (diant.) e dupla embreagem de duas marchas (tras.), integral
  • Direção: elétrica
  • Suspensão: duplo A (diant.) e multilink (tras.), pneumática
  • Freios: disco ventilado
  • Pneus: 225/55 R21 (diant.) e 305/30 R21 (tras.)
  • Dimensões: comprimento, 497,4 cm; largura, 196,7 cm; altura, 140,9 cm; entre-eixos, 290 cm; peso, 2.245 kg; porta-malas, 83 litros (diant.) e 530 litros (tras.)
  • Autonomia: 390 a 456 km (ciclo WLTP)
  • Desempenho: 0 a 100 km/h em 4,8 segundos; vel. máx. de 220 km/h (Dados de fábrica)
Continua após a publicidade


Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Continue lendo, sem pisar no freio. Assine a QR.

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos no site e ter acesso a edição digital no app.

Tudo sobre as novidades automobilísticas do Brasil e do exterior.


a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)

Impressa + Digital

Plano completo de QUATRO RODAS. Acesso aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias e revista no app.

Acesso ilimitado ao Site da QUATRO RODAS, com conteúdos exclusivos e atualizados diariamente.

Comparativo entre os principais modelos do mercado.

Tudo sobre as novidades automobilísticas do Brasil e do exterior.

Receba mensalmente a QUATRO RODAS impressa mais acesso imediato às edições digitais no App QUATRO RODAS, para celular e tablet.

a partir de R$ 12,90/mês