Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

Porsche 918 Spyder passa por seu 4º recall

Falha nos braços de controle da suspensão dianteira pode levar a rachaduras; chamado envolve 306 unidades nos EUA

Por Diego Dias Atualizado em 30 dez 2016, 12h09 - Publicado em 29 dez 2016, 17h38
Porsche 918 Spyder na posição 3x4 de frente
Porsche 918 Spyder Divulgação/Porsche

Cada vez mais comum em modelos de produção em massa, os recalls têm atingido também supercarros de produção limitada, como o Porsche 918 Spyder, que passa pelo seu quarto recall na história. Segundo comunicado do órgão de segurança americano NHTSA (National Highway Traffic Safety Administration), 306 unidades do modelo nos EUA podem apresentar uma falha na suspensão dianteira.

O chamado envolve os modelos produzidos entre 6 de novembro de 2013 e 27 de julho de 2015 e, pela quantidade, deve representar quase todos os 918 Spyder que foram vendidos nos EUA. O problema é nos braços de controles inferiores da suspensão dianteira, que podem rachar na articulação de esfera. A Porsche irá notificar os proprietários para a substituir os braços de controle de suspensão.

Porsche 918 Spyder na posição 3x4 de traseira
Porsche 918 Spyder Divulgação/Porsche

Além desse recall, o hiperesportivo já passou nesse ano por uma falha na montagem dos cintos de segurança, problemas de qualidade num componente do chassi (em 2014) e defeito na fiação elétrica da ventoinha do radiador (em 2015) — esse último afetou três unidades comercializadas no Brasil.

Lançado em 2013 com produção limitada a 918 unidades, o 918 Spyder surpreendeu pelo propulsor híbrido que combina dois motores elétricos a um motor V8 4,6 litros, resultando em 899 cv de potência e 130,5 mkgf de torque. Você pode conferir o teste feito pela QUATRO RODAS aqui.

Continua após a publicidade

Publicidade