Porsche 911 Speedster: mais de R$ 1 milhão por câmbio manual e ar opcional

Esportivo revelado no Salão de Nova York tem produção limitada a 1.948 unidades, mas será vendido no Brasil ainda em 2019

911 Speedster terá 1.948 unidades produzidas

911 Speedster terá 1.948 unidades produzidas (Henrique Rodriguez/Quatro Rodas)

A Porsche não quis esperar a abertura do Salão de Nova York. Fez uma prévia exclusiva só para mostrar a nova geração do 911 Speedster, versão com teto retrátil focada no baixo peso e no desempenho puro.

Apesar da produção limitada a 1948 unidades  em alusão ao ano que a Porsche obteve permissão para rodar com seu Porsche 356 “Número 1”), o Porsche 911 Speedster chegará ao Brasil ainda em 2019.

 (Henrique Rodriguez/Quatro Rodas)

O preço para o Brasil não foi divulgado até o momento. Mas não será barato: se nos EUA ele parte de US$ 275.750 sem impostos, o equivalente a mais de R$ 1 milhão, imagine o quanto será por aqui…

Visualmente, a diferença entre o Speedster e o 911 Cabrio está no para-brisa menor e mais baixo, que resulta em um teto retrátil menor e que fica coberto pela elevada cobertura do motor, com duas bolhas que demarcam os assentos dianteiros. 

Speedster tem apenas câmbio manual de seis marchas e ar-condicionado é opcional

Speedster tem apenas câmbio manual de seis marchas e ar-condicionado é opcional (Henrique Rodriguez/Quatro Rodas)

Apesar da nova geração do 911, a 992, já ter sido lançada, o 911 Speedster ainda é da geração 991.2.

O chassi é derivado do 911 GT3, quem também empresta o motor seis cilindros boxer 4.0 de 509 cv (502 hp)e 47,8 mkgf de torque capaz de superar as 9.000 rpm. A Porsche fala em 0 a 100 km/h em 3,8 segundos.

O foco no baixo peso começa na carroceria e termina nos equipamentos. Enquanto para-lamas, capô dianteiro e a cobertura traseira do motor são feitos de material composto de fibra de carbono, os para-choques são feitos de um tipo de poliuretano mais leve.

 (Henrique Rodriguez/Quatro Rodas)

Freios com disco de carbono-cerâmica são padrão por serem 50% mais leves que o mesmo componente de ferro.

O teto retrátil do tipo tonneau tem operação manual: levanta-se a cobertura do motor, puxa-se o teto e depois é preciso prender suas abas laterais. Apenas as travas do teto são automatizadas, o que também alivia o peso.

 (Henrique Rodriguez/Quatro Rodas)

Você começa a ver como a Porsche foi longe nessa empreitada quando repara nos paineis de porta mais simples, com uma fita no lugar dos puxadores.

O câmbio é sempre manual de seis marchas, apenas pelo fato do manual de sete ter 4 kg a mais e a PDK, de dupla embreagem, ser 18 kg mais pesada. Também não há ar-condicionado, mas o comprador pode pedir o item sem custo extra.

O resultado é o peso final de 1.465 kg, praticamente um Jeep Renegade.

Outras heranças do 911 GT3 são as rodas de cubo rápido, mas com desenho exclusivo, e o sistema de esterçamento das rodas traseiras, que recebeu ajustes exclusivos para o Speedster.

Sempre limitado

A Porsche reuniu o mais novo Speedster, o primeiro e o 356 America Roadster

A Porsche reuniu o mais novo Speedster, o primeiro e o 356 America Roadster (Henrique Rodriguez/Quatro Rodas)

A linhagem dos 911 Speedster vem do Porsche 356 1500 America Roadster, uma versão criada para os Estados Unidos em 1952  e que teve apenas 16 unidades produzidas.

Sua carroceria era de alumínio, 60 kg mais leve, o que ajudava a aproveitar melhor seu motor quatro cilindros boxer de 70 cv.

 (Henrique Rodriguez/Quatro Rodas)

O primeiro 911 Speedster foi lançado em 1988 e teve 2.104 unidades construídas. Já o último, da geração 997, foi lançado em 2010 e não teve mais que 356 exemplares vendidos.

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s