Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

Por que este airbag lateral deflagra para o lado de fora do carro?

Bolsa inflável criada pela ZF aumenta a zona de deformação em colisões laterais para minimizar danos em veículos autônomos

Por Rodrigo Ribeiro Atualizado em 25 fev 2019, 17h14 - Publicado em 25 fev 2019, 17h10
As bolsas são posicionadas em um compartimento próximo do assoalho ZF/Divulgação

O airbag é uma ferramenta essencial para a segurança dos ocupantes de um carro — desde que ele não projete partículas metálicas ao ser acionado.

Mesmo assim, a mais nova aplicação para o equipamento proposta pela ZF ainda surpreende. É um airbag lateral, mas que fica do lado de fora do carro.

O objetivo do equipamento é amenizar o impacto de colisões laterais ZF/Divulgação

A ideia da gigante alemã é amortecer o impacto em colisões laterais, uma das mais perigosas.

A ZF estuda a aplicação para veículos autônomos, que podem ter assentos em posições diferentes. Muitos deles possibilitam, por exemplo, que os passageiros fiquem de costas para as portas, prejudicando a proteção oferecida pelos airbags tradicionais.

Continua após a publicidade

Os sensores do sistema também poderão ser usados por outros equipamentos do carro ZF/Divulgação

Os airbags externos usam sensores e radares para detectar a iminência de um impacto contra a lateral do carro.

Nessa situação bolsas posicionadas abaixo das portas (próximas às caixas de ar laterais) disparam para aumentar a zona de dissipação de energia do impacto.

A Volvo já faz uso de um airbag externo no V40 Divulgação/Volvo

Essa não é a primeira vez que automóveis usarão airbags externos. Volvo e Land Rover já usam o equipamento no capô, para amortecer o impacto de pedestres na carroceria em caso de atropelamentos.

O sistema, no entanto, está sendo preterido em nome de capôs pirotécnicos, mais baratos e de reparo mais simples.

Continua após a publicidade

Publicidade