Pesquisa diz que motores diesel de BMW, Mercedes, Ford e Mazda poluem mais do que os limites europeus

Estudo da Universidade de Leeds afirma que motores da VW infringem normas, mas que outras marcas poluem até 35% a mais

sustentabilidade sustentabilidade

sustentabilidade (/)

Parece que a Volkswagen não é a única montadora a superar os níveis de emissões de poluentes para motores a diesel. Segundo informações do jornal Daily Mail, uma pesquisa realizada por pesquisadores da Universidade de Leeds a pedido do governo britânico apontou que modelos de BMW, Ford, Mazda e Mercedes-Benz estão acima do limite de emissões de poluentes necessário para serem aprovados nos testes europeus.

“Surpreendentemente descobrimos que até alguns motores da Volkswagen (que causaram todo o escândalo dos motores a diesel) estavam poluindo 35% a menos do que outros veículos de categorias similares, o que nos faz crer que todas as montadoras encontraram uma maneira de burlar os testes”, afirmou James Tate, pesquisador do Instituto de Estudos de Transportes da Universidade de Leeds.

>> LEIA MAIS: o que o escândalo dos motores a diesel pode acarretar para a VW?

Na última terça-feira, pesquisadores já haviam afirmado que a enorme discrepância entre os níveis de emissões de poluentes dos motores a diesel e os limites estabelecidos pela Comissão Europeia eram “extremamente preocupantes”, sugerindo, então, que a Volkswagen não seria a única fabricante de automóveis a descobrir maneiras de passar nos testes laboratoriais.

“Descobrimos alguns modelos compactos emitindo mais poluentes do que os ônibus de dois andares utilizados na Inglaterra ou caminhões de 40 toneladas. Trata-se de uma prática bastante lucrativa para elas (montadoras), já que assim é possível vender carros mais potentes pagando menos impostos e obtendo mais lucros”, declarou Tate, que afirma ter monitorado as emissões de poluentes de veículos a diesel na Inglaterra pelos últimos cinco anos, período no qual ele calcula ter avaliado mais de 1 milhão de carros.

Para este estudo, Tate analisou 300 veículos novos movidos a diesel em seis localidades distintas da Inglaterra e Escócia durante 20 dias do verão europeu. Sua conclusão foi que nenhuma das montadoras avaliadas (cujos nomes não foram revelados) cumpre com as normas de emissões de poluentes Euro 6, que determina que os motores não podem produzir mais do que 0,08 gramas de CO2 por quilômetro rodado.

Os motores da Mazda seriam os mais poluentes, emitindo 0,49 grama por quilômetro rodado – mais de seis vezes o limite do Euro 6. Um dos modelos da marca japonesa, aliás, teria emitido 1,1 grama por quilômetro, ou 13,75 vezes acima do limite. Em seguida apareceram BMW (média de 0,45 grama por quilômetro), Mercedes-Benz (0,42 grama), Volkswagen (0,41 grama) e Audi (0,36 grama).

A equipe de Tate também avaliou o polêmico motor EA189 da Volkswagen, que fez a marca admitir que foi equipado com um sistema programado para identificar testes de laboratório e emitir menos CO2. Embora emita 4,2 vezes mais poluentes do que os limites europeus, motores fabricados por outras marcas superaram o limite estabelecido em até 5,8 vezes.

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

  1. Paulo Henrique Terenzi Seixas

    “0,08 gramas de CO2” Esse valor provavelmente esta errado (deve ser de NOx na verdade), as emissões de CO2 são da ordem de 100g/km.