“Patinho Feio”: clássico do automobilismo nacional ganha documentário

Construído em apenas 21 dias, o modelo ficou à frente de esportivos e conquistou a segunda colocação nos 500 km de Brasília

Patinho Feio, como ficou conhecido, foi construído em apenas 21 dias

Patinho Feio, como ficou conhecido, foi construído em apenas 21 dias (Divulgação/Divulgação)

No próximo dia 22 de novembro estreia no país o documentário brasileiro “O Fantástico Patinho Feio”, que conta a história de quatro amigos de Brasília (DF) que construíram um carro de corrida em 21 dias.

O feito aconteceu em 1967 e teve uma causa nobre: disputar os 500 km de Brasília, a segunda maior prova do automobilismo brasileiro na época.

Carro terminou os 500 km de Brasília na segunda colocação geral, em 1967

Carro terminou os 500 km de Brasília na segunda colocação geral, em 1967 (Divulgação/Divulgação)

O carro, feito com muito improviso e recursos limitados, ficou conhecido como “Patinho Feio”.

Mas o feio ficou apenas no nome: competindo com 33 veículos, muitos de grandes marcas internacionais, e largando na última posição, os jovens Alex Dias Ribeiro, Helládio Toledo, Zeca Vassalo e João Luis conquistaram a segunda colocação na categoria geral, após seis horas de prova.

Após a corrida, os amigos fundaram a lendária Oficina Camber, por onde passaram famosos pilotos brasileiros como Nelson Piquet e Roberto Pupo Moreno.

Poucos recursos e muito improviso marcaram a construção do bólido

Poucos recursos e muito improviso marcaram a construção do bólido (Divulgação/Divulgação)

O documentário mescla imagens atuais e de arquivo do carro e é recheado de depoimentos de personalidades como Emerson Fittipaldi, bicampeão de Fórmula 1, Reginaldo Leme, jornalista esportivo, e Roberto Nasser, aclamado jornalista e historiador que faleceu nesta madrugada.

A obra “O Fantástico Patinho Feio” estreia em 22 de novembro em 20 salas de 19 cidades do país, de segunda a sexta-feira, sempre às 19h, pelo Projeta às 7, parceria da Cinemark com a Elo Company. Confira o trailer.

 

 

 

 

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s