Clique e assine por apenas 8,90/mês

Para presidente da Fiat, recomposição do IPI pode derrubar o mercado

Cledorvino Belini diz que o ideal seria manter a alíquota como está

Por Natali Chiconi - Atualizado em 9 nov 2016, 12h47 - Publicado em 10 out 2013, 13h05
mercado

Cledorvino Belini, presidente da Fiat do Brasil, afirmou, em entrevista ao Grupo Estado, que teme pela queda do mercado automotivo diante da recomposição da alíquota do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) sobre veículos leves, prevista para acontecer em janeiro.

“Honestamente, acho que é bom manter IPI como está; há espaço para reduzir mais e é necessário continuar para o setor. Porém, não vejo disposição do governo”, disse Belini. “Eu acho que volta [ao original], porque a tendência do que aconteceu na linha branca e em outros setores foi o governo retirar subsídios”, completou.

Segundo o executivo, a perspectiva de crescimento do mercado não é das mais otimistas. Para ele, a alta de 1% “é factível”, principalmente nos meses de novembro e dezembro, devido a promoções e à injeção de dinheiro do décimo terceiro salário.

Publicidade