Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês

Novo Mercedes-AMG C63 troca motor V8 por 2.0 híbrido e ganha quase 200 cv

Novo motor de quatro cilindros tem trem de força plug-in com motor elétrico traseiro de 201 cv

Por João Vitor Ferreira 30 Maio 2022, 23h49

São novos tempos. Em vez de apostar em um motor ainda maior e mais potente para desbancar o seis cilindros 3.0 biturbo do rival BMW M3, o Mercedes-AMG C63 de nova geração vai aposentar o motor V8 4.0 biturbo, o chamado M177, para adotar um motor quatro cilindros.

Assine a Quatro Rodas a partir de R$ 9,90

Mais que isso, seu motor a combustão será o mesmo do menor AMG, o Mercedes-AMG A 45. O segredinho, porém, é um robusto sistema híbrido plug-in. O resultado será um ganho de aproximadamente 200 cv.

Uma particularidade é que no novo C63 o motor M139 2.0 com turbo elétrico será montado na longitudinal, como os seis cilindros e V8 da marca. Isso ajuda a explicar, também, como foi possível herdar o sistema híbrido do motor seis cilindros que equipa o Mercedes-AMG CLS 53 4Matic+.

Novo Mercedes AMG 63
Evo/Reprodução

No caso, em vez de gerar 22 cv, o gerador/motor de partida de 48 V montado na caixa de câmbio garante um ganho de 54 cv, mas mantém o pico de torque de 26 kgfm. De toda forma, já faz dele o quatro cilindros mais potente em produção: são 470 cv de pico.

A transmissão que equipa o modelo será a EQ Boost, que funcionará junto com a caixa de câmbio MCT Speedshift e um conversor de torque de nove marchas. E isso é só para o motor a gasolina.

Ainda há um motor elétrico traseiro com um câmbio de duas marchas dedicado, que garante torque adicional e completa o trem de força “P1”, como batizou a Mercedes.

Novo Mercedes AMG 63
Poucas mudanças são vistas neste conceito. Na dianteira a grade foi invertida, em relação a versão atual Autocar/Reprodução

O resultado desse conjunto são 670 cv e 76,45 kgfm, superando em 160 cv e 167 cv o atual C63 S e o BMW M3, respectivamente.

Continua após a publicidade

O que ainda não se sabe é como a força será distribuída. A Mercedes planeja, para o C63 4Matic, um sistema de tração integral totalmente variável, diferente das versões antigas de tração traseira.

Novo Mercedes AMG 63 dianteira lateral
O novo sistema de tração integral variável, permitirá que o carro tenha um modo de tração totalmente traseira, para agradar os saudosistas Autocar/Reprodução

Além do menor impacto ambiental, que foi um dos principais motivos para troca dos motores, o quatro cilindros também deixou o C63 mais leve na dianteira, mesmo com a adição do motor elétrico. São 48,5 kg a menos se comparado com o antigo V8, totalizando 160,5 kg. As baterias, porém, podem ter compensado essa perda.

Outro aspecto em que o novo trem de força plug-in se sobressai em relação ao antigo é na condução. Todo o peso do Mercedes-AMG C63 está concentrado mais para baixo por conta da bateria e do motor elétrico traseiro, o que diminui o centro de gravidade do carro e, consequentemente, melhora sua dirigibilidade e agilidade.

Novo Mercedes AMG 63 lateral
Autocar/Reprodução

A versão mostrada é um conceito que esteve nas 24h de Nürburgring no último final de semana, mas já entrega como pode vir a ser o design final do C63.

Compartilhe essa matéria via:

Na frente, o para-choque não parece ter sido alterado, enquanto a grade foi invertida para se diferenciar da versão atual. Já na traseira, as lanternas ficaram mais horizontais e as quatro saídas de escapamento robustas reforçam a agressividade do esportivo.

 

 

Continua após a publicidade


Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Continue lendo, sem pisar no freio. Assine a QR.

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos no site e ter acesso a edição digital no app.

Tudo sobre as novidades automobilísticas do Brasil e do exterior.


a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)

Impressa + Digital

Plano completo de QUATRO RODAS. Acesso aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias e revista no app.

Acesso ilimitado ao Site da QUATRO RODAS, com conteúdos exclusivos e atualizados diariamente.

Comparativo entre os principais modelos do mercado.

Tudo sobre as novidades automobilísticas do Brasil e do exterior.

Receba mensalmente a QUATRO RODAS impressa mais acesso imediato às edições digitais no App QUATRO RODAS, para celular e tablet.

a partir de R$ 12,90/mês