Clique e assine com até 75% de desconto

Novo Citroën C4 Cactus europeu terá base de Peugeot 208 e Opel Corsa

Modelo com pinta de SUV cupê substituirá até o C4 convencional na Europa e já está em testes para chegar às lojas até 2021

Por Daniel Telles Atualizado em 8 abr 2020, 15h43 - Publicado em 8 abr 2020, 15h42
C4 Aircross deve matar o C4 Cactus e o C4 Hatchback na Europa Autocar/Reprodução

O Citroën C4 Cactus está com os dias contados, pelo menos na Europa.

O modelo deve ser substituído por lá por um hatch com jeito de SUV, que utilizará a nova plataforma modular CMP do grupo PSA, mesma utilizada pela nova geração do Peugeot 208.

O novo modelo, que deve ser batizado de C4 Aircross, inclusive já foi flagrado pelo site britânico Autocar em testes na Alemanha. Pelas fotos dá para perceber que haverá inspiração nos SUVs cupê.

Modelo já está em testes na Europa e deve ser lançado em 2021 Autocar/Reprodução

A vantagem da nova plataforma é que o carro pode sair da fábrica preparado para motores a gasolina, diesel, híbrido ou elétrico. A expectativa é que o modelo chegue à Europa em 2021.

O C4 Cactus brasileiro, no entanto, deve ter mais alguns anos de vida. O SUV apareceu por aqui algum tempo depois de ser lançado na Europa e sequer passou por reestilizações.

Atual Citroën C3 vendido na Europa. Não é que será feito no Brasil, mas sim o seu sucessor Divulgação/Citroën

Para o Brasil, a Citroën promete para os próximos dois anos três modelos desenvolvidos sobre uma versão simplificada da plataforma CMP: a nova geração do C3, um sedã compacto para competir com Chevrolet Onix Plus e um SUV de entrada para substituir o Aircross.

  • Todos devem ser equipados com os motores 3-cilindros 1.2 flex de 92 cv e 4-cilindros 1.6 16V de 118 cv, além de serem posicionados em uma faixa de preço inferior à da nova linha Peugeot. 

    Não pode ir à banca comprar, mas não quer perder os conteúdos exclusivos da edição de abril da Quatro Rodas? Clique aqui e tenha o acesso digital.

    Continua após a publicidade
    Publicidade