Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

Novo Chevrolet Tracker é confirmado para o Brasil com motor 1.4 turbo

Reestilizado, SUV será exibido no Salão do Automóvel

Por Diego Dias Atualizado em 23 nov 2016, 21h51 - Publicado em 18 out 2016, 13h18
Chevrolet Tracker
Tracker agora é equipado com motor 1.4 turbo do Cruze

A Chevrolet confirmou nesta terça-feira, 18 de outubro, o lançamento do novo Tracker no mercado brasileiro. Com novo visual e o mesmo motor 1.4 turbo do Cruze (de 153 cv e 24,5 mkgf de torque máximo), o SUV será uma das atrações da marca no Salão do Automóvel, chegando às revendas até o final do ano.

LEIA MAIS:

>> Teste: SUVs compactos – Nissan Kicks enfrenta a turma toda

>> Teste: Chevrolet Cruze, mais rápido, econômico e confortável

>> Possível substituto do Captiva, Chevrolet Equinox ganha 3ª geração nos EUA

Continua após a publicidade

Como previsto, o Tracker recebeu o mesmo facelift da versão americana, que adotou grade dianteira com a porção superior integrada aos faróis com luzes diurnas de led e grade inferior hexagonal com acabamento cromado nas extremidades, além de um detalhe cinza na parte inferior do para-choque. O visual ficou semelhante ao do atual Ford Ecosport. Há também novas rodas de 18 polegadas e lanternas de leds com arranjo interno revisto.

Chevrolet Tracker
Frente fanhou faróis com projetores e luzes diurnas de led

Por dentro, o painel foi remodelado, abandonando o painel digital compartilhado com o Sonic em favor de um analógico mais convencional, e saídas de ar ao lado da nova central multimídia MyLink — que agora tem compatibilidade com Apple CarPlay e Android Auto, bem como o sistema de concierge OnStar.

Chevrolet Tracker
Central MyLink tem compatibilidade com Apple CarPlay e Android Auto

Além disso, o utilitário esportivo terá itens como sistema start-stop e teto solar elétrico. Há a expectativa de o Tracker receber ainda equipamentos como assistente de ponto cego e alerta de faixa, como no Cruze. 

Chevrolet Tracker
Lanternas agora são de leds

Com as novidades, o novo Tracker pode ficar mais competitivo frente à pesada concorrência de HR-V, Renegade, Ecosport (que mudará também em breve) e Kicks — que estreou bem no segmento. Mas sua competitividade dependerá do seu preço, ainda não divulgado. No acumulado do ano até setembro, o Tracker emplacou apenas 7.089 unidades (segundo números do ranking de emplacamentos da Fenabrave), longe das 43.964 acumuladas pelo líder do segmento, o HR-V.

Continua após a publicidade

Publicidade