Clique e assine com até 75% de desconto

Toyota Hilux 2021 custará até R$ 270.000 na Argentina

Picape tem visual atualizado e motor 2.8 turbodiesel mais potente e chega ao Brasil ainda em novembro

Por Henrique Rodriguez Atualizado em 11 nov 2020, 12h50 - Publicado em 9 nov 2020, 15h11
Picape ganha nova frente na linha 2021 Divulgação/Toyota

O lançamento da nova Toyota Hilux na Argentina será na próxima terça-feira, 17. Mas a fabricante japonesa não só divulgou os preços da picape reestilizada, como também do SUV SW4, que começará a ser vendido mais tarde.

A lista de preços, divulgada pelo Autoblog Argentina, tem a versão DX chassi com motor 2.4 turbodiesel (um motor que não existe no Brasil, com 150 cv e 40,8 kgfm) como opção mais barata, por 1.918.100 pesos – ou R$ 133.348 na conversão direta. Não há opção de motor 2.7 a gasolina na Argentina e mesmo no Brasil sua permanência ainda não é certa.

Lanternas tem novas luzes internas e as rodas também estreiam novo desenho Divulgação/Toyota

Por aqui, todas as versões diesel são 4×4. A nova Hilux SR 4X4 com o novo motor 2.8 turbodiesel de 204 cv e 51 kgfm (ante 177 cv e 45,9 kgfm) câmbio manual custa 3.092.000 pesos, ou R$ 208.123.

Quer ter acesso a todos os conteúdos exclusivos de Quatro Rodas? Clique aqui e assine por apenas R$ 5,90

Já a SRV com o mesmo motor e câmbio automático de seis marchas passa aos 3.588.900 pesos, R$ 241.569. O modelo atual está tabelado em R$ 211.290 no Brasil.

Nova central tem Android Auto e Apple Carplay Divulgação/Toyota

Outra configuração que interessa ao Brasil é a topo de linha SRX, que custa 4.005.600 pesos na Argentina (R$ 269.617). O modelo antigo custa, no Brasil, R$ 229.490. 

Continua após a publicidade
  • O Toyota SW4 também tem gama de versões um pouco diferente da oferta brasileira. A única configuração igual é a topo de linha SRX de sete lugares com câmbio automático, cujo preço foi tabelado em 4.733.700 pesos, ou R$ 318.626.

    Divulgação/Toyota

    Boa parcela dos preços se dá por impostos internos da Argentina, que taxa em 20% os carros de luxo, ou seja, que custam mais de 2.000.000 de pesos. Este imposto não interfere no preço dos carros exportados ao Brasil.

    O que há de novo na Hilux 2021?

    Há boas mudanças no visual, com frente inteiramente renovada com grade maior, novo para-choque e faróis com leds para os faróis alto e baixo. Atrás, exibe novas lanternas também com leds.

    Constantemente criticada por performances ruins em testes de estabilidade, a nova linha Hilux trará alterações na suspensão. Os modelos mais caros também contarão com o pacote Toyota Safety Sense, que inclui piloto automático adaptativo, frenagem autônoma de emergência, alerta de colisão e assistente de permanência em faixa.

    Os concessionários no Brasil já se preparam para iniciar a pré-venda. As entregas dependerão da logística a partir da fábrica em Zárate, na Argentina, mas podem começar tão logo a picape seja lançada na Argentina.

    Não pode ir à banca comprar, mas não quer perder os conteúdos exclusivos da Quatro Rodas? Clique aqui e tenha o acesso digital.

    Continua após a publicidade
    Publicidade