Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Volkswagen vai passar a se chamar Voltswagen nos EUA

Proximidade do Dia da Mentira e retirada de nota do ar aumentam mistério, mas diferentes fontes garantem que a mudança de nome é real

Por Eduardo Passos Atualizado em 31 mar 2021, 15h36 - Publicado em 30 mar 2021, 11h09
ID.4 tem visual imponente e se destaca de restante da gama
Modelos como o ID.4 são abre-alas do futuro elétrico da Volkswagen Divulgação/Volkswagen

ATUALIZAÇÃO: esta notícia foi publicada em 30 de março às 11h09, após a VW ter publicado um material de divulgação à imprensa incompleto, revelando a mudança de nome da marca no mercado norte-americano. Fontes de agências internacionais haviam confirmado a notícia. Foi atualizada às 13h11, após a Volkswagen dos Estados Unidos ter publicado um novo material confirmando que a mudança de nome era real e porta-vozes da companhia confirmaram não se tratar de brincadeira. No início da noite, porém, novas informações que partiram da sede da Volkswagen na Alemanha diziam que tudo isso não passava de uma brincadeira. A VW dos Estados Unidos tirou do ar todo o material divulgado à imprensa, mas mantém seus posts no Instagram e no Twitter, e o site da VW nos EUA continua com “Voltswagen”. Uma retratação por parte da fabricante é esperada para esta quarta-feira, 31.

A proximidade do 1º de abril é um péssimo timing para qualquer notícia chocante (com o perdão do trocadilho). A Volkswagen ainda conseguiu jogar combustível na fogueira (último trocadilho, prometo) e divulgou, sem querer, um comunicado de imprensa afirmando que, nos Estados Unidos, passará a se chamar Voltswagen, substituindo a letra K pelo T.

Clique aqui e assine Quatro Rodas por apenas R$ 7,90

O press release foi postado por poucos instantes no site de divulgações para a imprensa, antes de ser retirado em definitivo. O silêncio posterior da montadora só aumentou a especulação, até que a companhia viesse a público confirmar que, de fato, se chamará Voltswagen no país norte-americano. (Atualizado às 13h12)

No documento removido, a VW citou a mudança como uma “declaração pública do seu investimento futuro em mobilidade elétrica”. O nome “Voltswagen” será inserido em todos os EVs da alemã, com modelos a combustão mantendo o tradicional emblema VW apenas. A mudança de nome, entretanto, vale para todos os modelos da marca, oficialmente chamados de Voltswagen Golf ou Voltswagen Jetta, por exemplo.

Mesmo carros a combustão, como o Golf, serão vendidos nos EUA sob a marca Voltswagen
Mesmo carros a combustão, como o Golf, serão vendidos nos EUA sob a marca Voltswagen Divulgação/Volkswagen

“Podemos mudar nosso K para o T, mas não estamos mudando o comprometimento da marca em fazer veículos para as pessoas de qualquer lugar, sendo os melhores de sua categoria”, disse, na nota, Scott Keogh, CEO da Volkswagen americana que até hoje tem sua reputação manchada pelo escândalo do dieselgate.

  • Para reforçar a diferença e “preservar elementos da herança da Volkswagen” a ideia é manter o azul-escuro para os emblemas de carros a gasolina e diesel enquanto os elétricos contarão com tons mais claros. A Voltswagen of America seguirá uma subsidiária da Volkswagen global.

    Não parece brincadeira

    O estilo pão de fôrma está garantindo na Kombi de 2022
    O elétrico I.D. Buzz busca reviver o charme praiano da Kombi nos Estados Unidos Divulgação/Volkswagen

    Piadas de 1º de abril não são incomuns no meio automotivo. A BMW, por exemplo, é especialista nisso e já anunciou serviços como um forno de cozinha conectado ao carro, com câmeras que exibem o assado na central multimídia.

    A alemã piadista também já anunciou emblemas em vermelho e amarelo para combinar com opções políticas de seus proprietários e até mesmo um sistema de autonomia veicular para que seus carros funcionassem como marcadores de ritmo nas caminhadas de seus donos.

    Atrevida em 2021, a Volkswagen viu até seu presidente tentando vender carro para o presidente dos EUA via Twitter
    Atrevida em 2021, a Volkswagen viu até seu presidente tentando vender carro para o presidente dos EUA via Twitter Reprodução/Twitter

    Esses elementos, entretanto, sempre tiveram o tom absurdo claro, além de serem divulgados exclusivamente no dia 1º de abril. O material de imprensa da Volkswagen, por outro lado, vazou na segunda-feira (29) e tinha data de publicação prevista só para o final do mês seguinte.

    Continua após a publicidade

    Caso seja uma estratégia de “trollagem” da Volks, isso pode gerar burburinho nos mercados, perda de confiança por parte dos investidores e até punições por manipulação indevida das ações da companhia, que até agora não protocolou pedido para registrar o nome Voltswagen.

    Caso Dieselgate provocou perdas financeiras e de reputação gigantes à Volkswagen nos Estados Unidos
    Caso Dieselgate provocou perdas financeiras e de reputação gigantes à Volkswagen nos Estados Unidos Lucy Nicholson/Reuters/Reprodução

    O mercado escolheu levar a sério e noticiários dos Estados Unidos recorreram a diferentes fontes que confirmaram toda a história, sem pegadinhas. Reforçando a veracidade, a Volkswagen recentemente anunciou que pretende elevar os carros elétricos à metade de suas vendas no Estados Unidos até 2030 — um mercado naturalmente resistente aos EVs. Ela nem mesmo lançará novos modelos com motor a combustão por lá. 

    “Carro do povo” na tradução livre do alemão, a Volkswagen pretende ser conhecida, na América do Norte, como “carro do volt”, unidade de medida da tensão elétrica. O trocadilho, agora, vem da gigantesca fabricante.

    Atualização sobre comunicado da Volkswagen

    Depois da repercussão, a Voltswagen confirmou seu novo nome
    Depois da repercussão, a Voltswagen confirmou seu novo nome Divulgação/Volkswagen

    No início da tarde de terça-feira (30), a Volkswagen resolveu dar fim às especulações e, em nova versão da nota de imprensa vazada, confirmou a mudança de nome.

    “O novo nome e marca simbolizam um movimento ‘altamente carregado’ que a Voltswagen embalou, buscando a meta de locomover todas as pessoas de ponto-a-ponto com carros elétricos”, explicou a rebatizada marca.

    Ver essa foto no Instagram

    Uma publicação compartilhada por Voltswagen (@vw)

    “A mudança de nome significa um aceno ao nosso passado como carro do povo (significado do nome Volkswagen em alemão) e uma firme crença de que nosso futuro reside em ser o carro elétrico do povo”, completou o CEO americano, Scott Keogh.

    A Voltswagen aproveitou para revelar parte do seu novo material gráfico, que será implementado a partir de hoje em todos os meios de comunicação da empresa e além

    Não pode ir à banca comprar, mas não quer perder os conteúdos exclusivos da Quatro Rodas? Clique aqui e tenha o acesso digital.

    capa 743

    Continua após a publicidade
    Publicidade