Motor 1.0 de três cilindros da Fiat deve chegar no Uno em agosto

Família de motores GSE fará sua estreia no hatch. O três-cilindros da marca terá 80 cavalos, enquanto o 1.3 de quatro cilindros deve passar dos 100 cv

Fiat Uno 1.4 Evolution Além do novo motor, Fiat Uno deve receber um leve facelift e mais opções de equipamentos

Além do novo motor, Fiat Uno deve receber um leve facelift e mais opções de equipamentos  (/)

Lançado em abril desse ano, o Mobi era o modelo esperado para estrear o novo motor GSE de três cilindros da Fiat, mas não foi o que ocorreu. O novo propulsor não ficou pronto a tempo para ser lançado no subcompacto e agora é previsto para estrear na linha 2017 do Uno – cuja data de lançamento é esperada para agosto.

LEIA MAIS:

>> Comparativo: Fiat Mobi x VW Up! x Fiat Uno

>> Ranking: os carros mais econômicos testados por QUATRO RODAS

>> Comparativo dos 1.0 mais vendidos: Palio x Gol x Ka x HB20 x Onix

>> Motores de três cilindros possuem vantagem técnica sobre os de quatro?

Os novos motores GSE (Global Small Engine), de três cilindros (1.0) e quatro cilindros (1.3) substituirão os defasados 1.0 e 1.4 Fire de quatro cilindros, propulsores que foram desenvolvidos há mais de 15 anos e que sofreram constantes modificações para se adequarem ao mercado. Entre a engenharia e fornecedores, o motor maior é chamado de 1.3. No entanto, a Fiat poderá arredondar a cilindrada e batizá-lo de 1.4.

Em relação à potência, o 1.0 terá cerca de 80 cv (ante os 75 cv do atual Fire) e torque máximo por volta de 10 mkgf. Essas especificações se assemelham aos atuais modelos 1.0 tricilíndricos da concorrência, como HB20, Ka, Gol, entre outros. O Mobi deverá receber esse motor numa atualização da gama que deverá ocorrer ainda em 2017.

Já o propulsor 1.3 estará disponível nas versões mais equipadas do Uno, enquanto a potência ficará acima dos 100 cv e o torque na casa dos 14 mkgf. Esse conjunto motriz deverá equipar posteriormente o Palio e a nova geração do Punto. Há especulações de que o 1.3 GSE possa receber um turbocompressor, algo nada difícil em tempos de downsizing.

Os motores GSE terão duas válvulas por cilindro, ou seja, 6 válvulas no caso do 1.0 de três cilindros, e 8 no o 1.3 quatro-cilindros (os 1.0 tricilíndricos de VW, Ford e Hyundai possuem quatro válvulas por cilindro, totalizando 12). Além disso, ambos contarão com bloco e cabeçote de alumínio e comando de válvulas acionado por corrente. Segundo fontes, eles privilegiarão o torque em baixas rotações, e podem vir a ganhar cabeçotes multiválvulas em versões posteriores.

Ao estrear o novo motor no Uno, a Fiat parece apontar na direção de deixar o compacto mais refinado, o distanciando do Mobi tanto em oferta de motores como de equipamentos. O modelo recentemente teve um leve aumento de preços, e também deve ganhar um facelift na esteira da nova motorização.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s