Mercedes-AMG revela novo E 63 S com até 612 cv e 86,7 mkgf

Motor V8 4.0 biturbo leva o sedã a acelerar de 0 a 100 km/h em apenas 3,4 segundos; modelo estará no Salão de Los Angeles

Mercedes-AMG E 63 S Novo E 63 S é o mais potente já produzido na gama Classe E

Novo E 63 S é o mais potente já produzido na gama Classe E  (/)

A Mercedes-AMG revela mais um integrante da tradicional família Classe E. Trata-se do novo E 63 S, que adota as mudanças visuais da atual geração do modelo, além de ostentar o título de ser o mais potente E 63 já produzido, tendo 612 cv. O sedã médio-grande será revelado no Salão de Los Angeles (Estados Unidos), em novembro, com as vendas se iniciando em março de 2017.

LEIA MAIS:

>> Quase autônomo, novo Mercedes Classe E chega por R$ 309.900

>> Mercedes-Benz revela sexta geração da perua Classe E Estate

>> Em nova geração, BMW Série 5 tem até esterçamento das rodas traseiras

>> Teste: Jaguar XF, modernidade clássica

Mercedes-AMG E 63 S Motor V8 biturbo tem 612 cv e 86,7 mkgf de torque na versão mais potente

Motor V8 biturbo tem 612 cv e 86,7 mkgf de torque na versão mais potente  (/)

Debaixo do capô, repousa o mesmo motor V8 4,0 litros biturbo do AMG GT e C 63 S, só que ajustado para oferecer 612 cv e 86,7 mkgf de torque máximo na versão E 63 S – a configuração inicial E 63 traz o mesmo conjunto “amansado” para 571 cv e 76,4 mkgf de torque. O primeiro acelera de 0 a 100 km/h em 3,4 segundos e o segundo em 3,5 segundos, com ambos atingindo a velocidade máxima de 250 km/h (podendo ser liberado para 300 km/h com um pacote opcional da AMG).

Mercedes-AMG E 63 S Mercedes-AMG E 63 S

Mercedes-AMG E 63 S  (/)

Para momentos de calmaria (e caso o dono seja muquirana a ponto de valorizar o consumo de combustível), há sistema de desativação de quatro dos oito cilindros quando o modo “Comfort” é selecionado. Dessa forma o motor opera em rotações baixas entre 1.000 e 3.250 rpm, garantindo também, segundo a marca, menores índices de emissões.

Mercedes-AMG E 63 S Rodas são de 19 polegadas no E 63 e 20 polegadas no E 63 S

Rodas são de 19 polegadas no E 63 e 20 polegadas no E 63 S  (/)

Ambos contam com a transmissão automática AMG SpeedShift MCT de nove marchas com aletas atrás do volante para trocas manuais, além da tração integral 4Matic AMG, que pode enviar 100% do torque para as rodas traseiras, dependendo da situação. O diferencial de deslizamento, mecânico no E 63 e eletrônico no E 63 S, também faz parte do pacote.

Há ainda o modo de condução Race com Drift Mode, que permite a realização de manobras de derrapagens controladas (drift), desde que o carro esteja no modo manual e com o controle de estabilidade desligado.

Mercedes-AMG E 63 S Mercedes-AMG E 63 S

Mercedes-AMG E 63 S  (/)

No visual, o E 63 faz jus ao desempenho e traz para-choques com entradas de ar mais pronunciadas, grade dianteira com novo desenho e logo AMG, rodas de 19 ou 20 polegadas (E 63 S), um discreto spoiler, difusores e escapamento com quatro saídas retangulares. Opcionalmente, a fibra de carbono pode aparecer em partes da carroceria.

Mercedes-AMG E 63 S Cabine tem acabamento repleto de fibra de carbono

Cabine tem acabamento repleto de fibra de carbono  (/)

Tão luxuosa quanto a do Classe E padrão, a cabine se destaca pelo acabamento de fibra de carbono no painel e nas portas, bancos com apoios laterais mais pronunciados, volante de base achatada, iluminação ambiente e um relógio no meio do painel.

A central multimídia integrada ao painel conta com cronômetro para registrar tempos de voltas mais rápidas nos dias de track days, além do aplicativo AMG Track Pace — que analisa aspectos como velocidade, temperatura, ângulo de curva, tempo, além de poder ser vinculado a uma câmera GoPro para o motorista poder obter um registro de sua pilotagem. O sistema de condução semi-autônoma também se faz presente.

Mercedes-AMG E 63 S Traseira tem difusor e quatro saídas de escape

Traseira tem difusor e quatro saídas de escape  (/)

O sistema de suspensão a ar oferece regulagem de altura e rigidez configurável manual ou automaticamente — com três modos pré-programados. O sedã inclui também um sistema de modo de condução que altera o comportamento do carro, contando com quatro ajustes (Comfort, Sport, Sport Plus e Individual), além do modo Race, exclusivo do E 63 S. 

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s