Clique e assine com até 75% de desconto

Melhor Compra 2020: utilitários e furgões que fazem seu dinheiro render

As indicações de QUATRO RODAS nas categorias de furgões, utilitários novos e picapes leves e médias comerciais

Por Da Redação 3 set 2020, 08h39
Arte/Quatro Rodas

Estamos passando por um momento da história sem precedentes, a pandemia da Covid-19 não poderia ser prevista nem pelos melhores especialistas em economia ou finanças.

De qualquer modo, ela é uma realidade. E nos impactou em praticamente todos os setores. Segundo estudo promovido pelo IBGE, dos 2,8 milhões de empresas em funcionamento, 52,9% tiveram dificuldades em realizar pagamentos de rotina na segunda quinzena de junho.

Quer ter acesso a todos os conteúdos exclusivos de Quatro Rodas? Clique aqui e assine com 64% de desconto.

Porém, houve setores que registraram um crescimento exponencial, como é o caso das vendas por delivery, que aumentaram quase 100% entre janeiro e maio deste ano na comparação com igual intervalo do ano passado, segundo pesquisa realizada pela Mobills, startup de gestão de finanças pessoais.

Sem dúvida, como em toda crise, há sempre oportunidades de negócio como as vivenciadas pelos setores de delivery ou mesmo e-commerce, que também registrou crescimento.

Pensando em um futuro próximo de retomada econômica e também em auxiliar as empresas que estão em crescimento, indicamos 18 modelos em seis categorias: Picapes leves, Picapes médias, Vans até 12 lugares, Vans acima de 12 lugares, Furgões até 1.000 kg e Furgões acima de 1.000 kg.

Tem para todos os bolsos e necessidades. Quem sabe não é isso que seu empreendimento está precisando para  crescer ou se recuperar nesse momento.

Utilitários – Furgões até 1.000 kg

Fiorino 1.4 EVO Flex 2p – R$ 69.790

Acervo/Quatro Rodas

O Fiorino é frequentador assíduo do pódio da categoria, além disso manteve o primeiro lugar conquistado em 2019.

O furgão da montadora italiana, utilizado por pequenos negócios, apesar da carroceria com menor capacidade de carga transportada, se destaca quando o assunto é a relação custo/benefício.

  • Peso: 1.118 kg
  • Capacidade de carga: 650 kg.

Fiorino Hard Working 1.4 EVO Flex – R$ 79.890

Reprodução/Fiat

Com o segundo lugar do Hard Working, a Fiat conquista a dobradinha na categoria.

O preço deste é mais alto, mas garante banco com regulagem de altura, ar-condicionado, direção hidráulica, predisposição para som e faróis de neblina de série.

  • Peso: 1.118 kg
  • Capacidade de carga: 650 kg

Partner 1.6 – R$ 79.990

Acervo/Quatro Rodas

O francês manteve a posição de 2019. Única opção de furgão do mercado, além do Fiorino, o Partner tem boa capacidade de carga, mas conta com uma rede de concessionárias pequena, diante do Fiat, e seu custo de manutenção é mais elevado.

  • Peso: 1.138 kg
  • Capacidade de carga: 800 kg

Utilitários – Furgões acima de 1.000 kg

Mercedes 415 Teto Alto 10,5 – R$ 127.330

Reprodução/Internet

Estreante no Melhor Compra, o Mercedes vem equipado com motor diesel biturbo de 146 cv, direção hidráulica e ar-condicionado, além de luz diurna.

Custar menos e ainda ter controleS de tração e de estabilidade, juntamente com o teto alto, garantiu a primeira colocação na disputa.

  • Peso: 2.400 kg
  • Capacidade de carga: 1.480 kg

Ducato Cargo Curto 2.3 Diesel – R$ 135.590

Divulgação/Fiat

A relação custo/benefício rendeu a segunda colocação. Apesar de ser mais caro que o Mercedes, tem volume de carga ligeiramente maior que o Mercedes (8m³ contra 7,5 m3 do concorrente), vem equipado com o mesmo motor 2.3 do Master.

  • Peso: 2.122 kg
  • Capacidade de carga: 1.378 kg

Master Furgão L1H1 – 153.770

Acervo/Quatro Rodas

Simples e menos equipado, este utilitário tem maior capacidade de carga.

Assim como os rivais, é equipado com freios a disco ventilado, no eixo dianteiro, e disco rígido, no eixo traseiro. Seu motor 2.3 com 130 cv é de manutenção fácil.

  • Peso: 1.907 kg
  • Capacidade de carga: 1.593 kg

Picapes leves

Strada Hard Working – R$ 61.950

Acervo/Quatro Rodas

A Hard Working, equipada com o motor 1.4 EVO, manteve o visual da Strada antiga (a nova chegou este ano).

Seu ponto forte é a boa relação custo/benefício sem deixar de lado equipamentos de conforto como direção hidráulica, ar-condicionado e até mesmo um item importante quando o veículo é dirigido por vários condutores, a regulagem de altura para o banco do motorista e para o cinto de segurança. Sua caçamba possui 705 quilos de capacidade.

Vem com protetor de caçamba de série, apoios para os pés (é possível carregar a picape sem abrir a tampa) e protetores do vidro traseiro.

Além disso, no teto, existe o rack para amarração de objetos maiores, como canos ou madeiras, tudo como conteúdo de série.

  • Peso: 1.084 kg
  • Capacidade de carga: 705 kg

Saveiro CD Robust – R$ 70.550

Acervo/Quatro Rodas

Como o próprio nome diz, a picape da VW é robusta, possui cinto de segurança e apoio de cabeça para todos os ocupantes, e é também a única entre as concorrentes a oferecer freio a disco nas quatro rodas e ESS, alerta para frenagem de emergência.

Continua após a publicidade

O que atrapalhou seu desempenho neste guia foi seu preço, que sofreu um aumento de mais de R$ 20.000 em relação ao modelo vendido em 2019. Esse foi o principal motivo para a Saveiro ficar na segunda colocação.

  • Peso: 1.028 kg
  • Capacidade de carga: 712 kg

Montana LS – R$ 59.450

Acervo/Quatro Rodas

Das três, a Montana é a que tem o visual menos “trabalhador”. Em comparação com o Melhor Compra de 2019, quando ela ficou com o primeiro lugar, a Montana teve o preço reduzido em quase R$ 6.000.

A picape da Chevrolet possui direção hidráulica de série, alerta de faróis ligados e a maior capacidade de carga, 765 quilos.

Mas ficou em terceiro porque é a opção que possui a maior desvalorização no mercado e que tem os custos de manutenção mais elevados.

  • Peso: 1.097 kg
  • Capacidade de carga: 765 kg

Picapes médias

Hilux CS STD MT 4×4 – R$ 141.390

Acervo/Quatro Rodas

A Hilux CS tem preço R$ 10.000 mais em conta que a segunda colocada (e muito próximo ao da terceira) e quem deseja trabalhar com um veículo com fama de inquebrável e baixa desvalorização, assim como as versões voltadas ao lazer, encontra no modelo japonês a solução.

Apesar de ser a segunda em capacidade de carga entre as concorrentes, é dessa Toyota a maior área na caçamba destinada ao transporte. O motor é um 2.8 turbodiesel com 177 cv e 42,8 kgfm de torque, e a transmissão tem seis velocidades.

A Hilux traz de série ar-condicionado, direção hidráulica, coluna de direção com regulagem de altura e profundidade, acendimento automático dos faróis com temporizador e até airbags de joelho.

  • Peso: 1.980 kg
  • Capacidade de carga: 1.020 kg

Frontier S 4×4 MT – R$ 151.890

Christian Castanho/Quatro Rodas

A Nissan Frontier tem cabine dupla, mas, em contrapartida, oferece a menor caçamba das rivais mais prontas para o trabalho pesado.

Produzida na Argentina, ela vem equipada com propulsor 2.3 turbo com 160 cv e 41 kgfm e câmbio manual de seis velocidades.

Em 2020 passou a vir com rodas de alumínio, mas perdeu vários equipamentos de conforto. Não possui nem mesmo rádio.

Os retrovisores externos, elétricos, assim como as maçanetas são pretos e a caçamba não vem com protetor.

  • Peso: 2.030 kg
  • Capacidade de carga: 1.005 kg

Amarok S CS MT 4×4 – R$ 139.950

(Acervo/Quatro Rodas) Acervo Quatro Rodas/Quatro Rodas

A Amarok S CS é a que possui maior espaço na caçamba: 3,57 m² de área, sendo 2,2 metros de comprimento e 1,62 metro de largura.

Mas ela vem equipada com motor 2.0 biturbo, que é o menor e mais fraco da turma, com 140 cv de potência e 34,7 kgfm de torque.

Seu acabamento é espartano e, entre os equipamentos, traz retrovisores externos com acionamento elétrico e aquecimento, mas tem como opcional um item básico, o protetor de caçamba, que custa mais de R$ 1.500.

  • Peso: 1.901 kg
  • Capacidade de carga: 1.139 kg

Vans até 12 lugares

Sprinter 416 CDI 9+1 – R$ 224.000

Acervo/Quatro Rodas

Terceiro lugar em 2019 e vencedora este ano, a Sprinter vem equipada com motor 2.2 diesel de 146 cv, possui peças com valores mais baixos que os da concorrência e agrada pelos bancos confortáveis destinados ao transporte de passageiros.

  • Peso: 2.400 kg
  • Capacidade de carga: 1.480 kg

Jumpy Minibus 1.6 HDI – R$ 144.990

Acervo/Quatro Rodas

Com aumento de preço semelhante ao do irmão Peugeot em comparação ao ano passado, o Citroën possui ar-condicionado de série com ventilação no teto, bancos reclináveis e cintos de três pontos para todos os ocupantes transportados.

  • Peso: 1.995 kg
  • Capacidade de carga: 1.300 kg

Expert Minibus 10+1 – R$ 144.990

Acervo/Quatro Rodas

Dono de desvalorização maior que a da concorrência,  possui o mesmo motor turbodiesel de 115 cv do Citroën, e os 1.300 litros de capacidade de carga. Equipado como o Jumpy, o Expert conta também com a rede de concessionárias do irmão.

  • Peso: 1.995 kg
  • Capacidade de carga: 1.300 kg

Vans acima de 12 lugares

Sprinter 515 Van 17+1 – R$ 236.800

Acervo/Quatro Rodas

Pelo terceiro ano consecutivo, a Mercedes vence esta categoria, agora com o modelo 515, que se beneficia da boa reputação no mercado de mecânica robusta e confiável, além de baixa desvalorização. O motor é o biturbo de 146 cv utilizado pela marca.

  • Peso: 3.300 kg
  • Capacidade de carga: 2.940 kg

Ducato Minibus Comfort 2.3 D. – R$ 191.490

Divulgação/Fiat

E le manteve o posto conquistado na edição do ano passado. Possui portas traseiras com abertura de até 270 graus, o que facilita no momento de carga e descarga. Mas o Ducato tem manutenção mais cara e maior desvalorização que a da Sprinter.

  • Peso: 2.400 kg
  • Capacidade de carga: 1.350 kg

Master Executive L3H2 16 L. – R$ 217.200

Acervo/Quatro Rodas

O Renault oferece climatização para todos os ocupantes, bancos reclináveis até 29 graus e volume de carga de 1.000 litros. A manutenção é a mais em conta da categoria e sua desvalorização é relativamente baixa. Mas leva dois passageiros a menos.

  • Peso: 1.961 kg
  • Capacidade de carga: 1.242 kg
  • Não pode ir à banca comprar, mas não quer perder os conteúdos exclusivos da Quatro Rodas? Clique aqui e tenha o acesso digital.

    Continua após a publicidade
    Publicidade