Marcha a ré: os destaques de QUATRO RODAS em fevereiro de…

De 1967 a 2007, uma viagem no tempo para relembrar o que já foi notícia na revista de automóveis mais tradicional do país

[obs: para acessar o Acervo Digital da QUATRO RODAS, clique aqui, mas não se esqueça de que é preciso desabilitar o bloqueio de pop-ups, caso ele esteja ativado]

2007

Fevereiro/2007 Fevereiro/2007

Fevereiro/2007 (/Quatro Rodas)

Lá se vão dez anos desde que os chineses ensaiaram sua invasão ao Brasil: na capa, Chevrolet Spark e Chery QQ. Na prática, entre os modelos do comparativo, o QQ chegou ao mercado quatro anos depois e permanece até os dias de hoje. Além da Chery, quem também se estabeleceu por aqui foi a JAC Motors. A Geely, por sua vez ficou por apenas dois anos no Brasil.

Os aventureiros urbanos também estavam no auge do mercado. Nesta edição, os principais representantes do segmento (Idea Adventure, CrossFox e 207 SW Escapade) eram comparados com suas respectivas versões “civis” para comprovar a eficácia dos adereços off-road.

 

1997

Fevereiro/1997 Fevereiro/1997

Fevereiro/1997 (/Quatro Rodas)

Em uma época dourada para as peruas no Brasil, o Palio Weekend estreava no mercado apenas um mês depois da versão station do Escort. Na prática, o modelo mesclava o visual moderno (para a época) da Parati e o bom espaço do Escort, oferecendo um porta-malas de 384 litros. Debaixo do capô, a perua poderia carregar um motor 1.5 multipoint ou um 1.6 de 16 válvulas com 106 cv e 15,1 mkgf, sempre com transmissão manual de bons e precisos engates.

Ainda importado e vendido em dólares, quem também estreava no mercado brasileiro era a primeira geração do Audi A3. O modelo chegava com dois grandes destaques. O primeiro, era sua boa relação de preços em comparação com os demais carros vendidos por aqui na época. O segundo, era a promessa de produção nacional – o que, de fato, ocorreu entre 1999 e 2006, no Paraná.

 

1987

Fevereiro/1987 Fevereiro/1987

Fevereiro/1987 (/Quatro Rodas)

Fomos até os EUA para conhecer o irmão norte-americano do Voyage – e constatamos que ele, chamado de Fox por lá (não confundir com o hatch produzido atualmente!) era bem melhor que o modelo vendido por aqui.

No auge da Autolatina, promovemos um embate entre os “primos” Passat e Del Rey. A vitória foi para o Volks, com um conjunto indiscutivelmente mais equilibrado em relação ao Ford.

 

1977

Fevereiro/1977 Fevereiro/1977

Fevereiro/1977 (/)

Além de diversos testes, a edição 199 destacava o alto preço da gasolina. Por isso, demos dicas de uma condução mais econômica em ciclos urbanos e rodoviários. Os tradicionais testes, porém, não ficaram de fora.

Testamos a linha 77 do Maverick e o novo Opala Comodoro de quatro cilindros. No comparativo entre peruas Belina, a Variant mostrou-se a mais econômica das três, enquanto a Caravan ganhava em desempenho – a Belina não tinha grandes destaques.

 

1967

Fevereiro/1967 Fevereiro/1967

Fevereiro/1967 (/Quatro Rodas)

O Fusca ganhava uma importante atualização para a linha 67: o motor 1300 passava a entregar 10 cv extras, garantindo mais força em saídas e retomadas. Uma reportagem especial dava todas as dicas para a compra de um carro usado, da negociação e análise de juros, até a documentação.

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s