Longa Duração: Renault Kwid suaviza a dura embreagem em última revisão

Pneus novos e a melhor revisão desde a estreia no Longa Duração revigoram o Kwid, que agora roda com mais suavidade e conforto

 

Kwid: pneus, acelerador e embreagem novos

Kwid: pneus, acelerador e embreagem novos (Eduardo Campilongo/Quatro Rodas)

Às vésperas da revisão dos 50.000 km, iniciamos as cotações de um jogo de pneus novos, uma vez que os originais, já bastante desgastados, não resistiriam até os 60.000 km, quilometragem-limite do nosso teste de Longa Duração.

Com medida 165/70 R14 e especificações de carga e velocidade 81T, os pneus do Kwid têm as mesmas indicações que os do Nissan March.

Isso ajudou bastante, pois tivemos dificuldade para encontrar os modelos das marcas Continental e JK Tyre, fornecedoras da Renault. De quebra, encontramos os Firestone Multihawk (equipamento original do March) mais baratos e para pronta entrega.

Pagamos R$ 223 em cada um, com montagem, alinhamento e balanceamento. Nas concessionárias, o valor variava entre R$ 330 e R$ 389.

Adequadamente calçado, menos de uma semana depois, o Kwid dava entrada na concessionária paulistana Amazonas, para a quinta revisão – e última, afinal, aos 60.000 km ele será desmontado para uma análise completa dos componentes.

Assim que reportamos o rangido e a dureza da embreagem, o técnico assumiu o banco do motorista, pisou no pedal e decretou: “Já imagino o que seja. Está pesada e barulhenta demais mesmo. Vou ter que desmontar”.

Sobre o alerta de avaria aceso no painel, foi ainda mais preciso: “Também sei o que é. Pedal do acelerador. Muitos Kwid têm esse problema”.

Por se tratar de um conjunto de desgaste natural, já imaginávamos que uma eventual condenação do sistema de embreagem acarretaria um considerável gasto extra. Mas não. Após um único dia em serviço, o Kwid estava liberado.

“O cabo da embreagem estava sem lubrificação adequada e as molas estavam deformadas, assim como um ou dois pontos do platô. Como esse problema tem afetado outros Kwid, a Renault autorizou a execução do conserto em garantia”, disse o técnico.

“O pedal do acelerador também foi trocado. Era ele que fazia o aviso de avaria acender”, completou.

Pela revisão, com troca do lubrificante do motor e kit completo de filtros (ar, óleo, combustível e cabine), pagamos R$ 418, exatamente o valor sugerido pela fábrica.

Kwid – 51.156 km

Ficha técnica

  • Versão: 1.0 12V Intense
  • Motor: 3 cil., diant., transv., 999 cm3, 12V, 70/66 cv a 5.500 rpm, 9,8/9,4 mkgf a 4.250 rpm
  • Câmbio:manual, 5 marchas

Consumo

  • No mês: 14,7 km/l com 21,9% de rodagem na cidade
  • Desde mar/18: 15,2 km/l com 25,6% de rodagem na cidade
  • Combustível:  flex (gasolina)

Gasto no mês

  • Combustível: R$ 1.194
  • Pneus: R$ 892
  • Revisão: R$ 418
  • Palhetas: R$ 64

Seguro

  • R$ 2.493

Revisões

  • Até 60.000 km – R$ 2.688
Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s