Clique e assine por apenas 8,90/mês

Land Rover prepara motores turbo flex para o Brasil

Novos motores da família Ingenium estão sendo adaptados para rodar também com etanol

Por Henrique Rodriguez - 2 out 2018, 14h26
SUVs nacionais da Land Rover foram flagrados juntos em teste Gustavo/Quatro Rodas

Desde a instalação da fábrica em Itatiaia (RJ), em 2016, a Land Rover planeja ter motores flex.

Agora o leitor que se identifica apenas como Gustavo flagrou de uma vez só os dois modelos da marca produzidos no Brasil, Range Rover Evoque e Discovery Sport, sendo avaliados em versões flex.

Adesivo no para-brisa identifica teste com o combustível vegetal Gustavo/Quatro Rodas

Os Land Rover bicombustíveis devem estrear no início de 2019. Segundo fontes, a novidade demorou a chegar porque a Land Rover decidiu esperar o lançamento da família de motores Ingenium (há poucos meses) para não homologar a tecnologia nos motores que seriam descontinuados, ainda compartilhados com a Ford.

O motor Ingenium é um 2.0 de quatro cilindros turbo com injeção direta que, nos Land Rover, gera 240 cv de potência e 34,7 mkgf de torque com gasolina.

Continua após a publicidade

Nos Jaguar, porém, pode chegar aos 300 cv e 40,8 mkgf. É o caso da nova versão de entrada do Jaguar F-Type. O rendimento da versão flex ainda é segredo.

Publicidade