Clique e assine por apenas 5,90/mês

Kia Seltos: SUV com porte de Creta e motor de Tucson deve vir ao Brasil

Modelo tem tudo para chegar em 2020 e ficar posicionado entre Soul e Sportage, para enfim colocar marca coreana no segmento de SUVs compactos

Por Henrique Rodriguez, de Los Angeles (Estados Unidos) - 21 nov 2019, 12h13
Henrique Rodriguez/Quatro Rodas

Faz tempo que a Kia tem o desejo de entrar no segmento de SUVs compactos na tentativa de repetir o relativo sucesso do Sportage, seu carro mais vendido no Brasil.

Isso, se tudo der certo, pode acontecer já no segundo semestre de 2020, com o lançamento da nova geração do KX3, que surgiu na china em 2015 e que agora ganhará o mundo rebatizado de Kia Seltos.

Entre estes novos mercados estão México, onde estreia no final de janeiro, e os Estados Unidos, onde o lançamento acontecerá em seguida, com “preço abaixo dos 22.000 dólares”, de acordo com a fabricante.

Henrique Rodriguez/Quatro Rodas

A exibição no Salão de Los Angeles é o primeiro contato de um SUV compacto da Kia com os norte-americanos. E também conosco.

Como ele é?

O porte e a carroceria com cantos bem marcados remetem ao Hyundai Creta, o que não surpreende: o Seltos usa a mesma plataforma do Hyundai Kona, que por sua vez é uma atualização daquela usada por Kia Soul e Creta.

Henrique Rodriguez/Quatro Rodas

Mas o Seltos é o maior de todos eles. Tem 5 cm a mais no comprimento (4,34 m) e 4 cm a mais de entre-eixos (2,63 m) na comparação com o Creta (4,34 m).

Continua após a publicidade

Já os porta-malas têm praticamente a mesma capacidade, 435 litros no Kia e 431 l no Hyundai.

Henrique Rodriguez/Quatro Rodas

Os dois também trazem equipamentos semelhantes, caso do ar-condicionado de uma zona, mas com saídas de ar traseiras, dos bancos ventilados (inclusive para o passageiro, no Kia), do carregamento sem fio para smartphones.

Também é comum aos dois o uso de plásticos duros nas superfícies das portas e do painel. O uso de plásticos piano black e faixas de couro sintético nas duas áreas a melhorar um pouco a percepção de qualidade.

Henrique Rodriguez/Quatro Rodas

Mas o painel do Seltos tem design mais interessante, com a tela de 10,25 polegadas em posição de destaque. Outra tela importante é a de 7 polegadas que ocupa o centro do quadro de instrumentos.

Duas opções mecânicas estarão disponíveis na América do Norte. O motor mais fraco é o 2.0 de ciclo Atkinson com câmbio CVT.

Henrique Rodriguez/Quatro Rodas

O mais potente será o 1.6 turbo com injeção direta de 177 cv e câmbio de dupla embreagem com sete marchas – o mesmo do Hyundai New Tucson. Tração integral é opcional para o mais potente.

O Seltos é fabricado na Índia e na Coreia do Sul, mas poderia ser fabricado no México, com Cerato e Sportage, futuramente. Tanto nos Estados Unidos como no Brasil ele será ser posicionado entre o Soul (R$ 80.000) e o Sportage (R$ 117.000).

Henrique Rodriguez/Quatro Rodas
Continua após a publicidade
Publicidade