Clique e Assine QAUTRO RODAS por R$ 9,90/mês
Continua após publicidade

JAC Motors anuncia fábrica em Goiás para fazer T40 e outro SUV

Marca investirá R$ 200 milhões para erguer planta até 2019; capacidade produtiva será de 35 mil carros por ano

Por Vitor Matsubara Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO
Atualizado em 9 jan 2018, 14h53 - Publicado em 19 dez 2017, 13h22
Conjunto ótico moderno, com projetor e luz diurna de led
Planta produzirá T40 e outro modelo ainda não definido (Christian Castanho/Quatro Rodas)

A JAC Motors pretende construir uma fábrica no estado de Goiás. O local do complexo industrial ainda não foi escolhido, mas a empresa adiantou que investirá R$ 200 milhões para erguer uma planta para fabricar 35 mil veículos por ano. A marca estima gerar 850 empregos diretos e indiretos.

O acordo foi formalizado pelo presidente da JAC Motors, Sergio Habib, e o governador de Goiás, Marconi Perillo.

Traseira lembra a do Hyundai ix35
Traseira do T40 lembra a do Hyundai ix35 (Christian Castanho/Quatro Rodas)

Dois modelos serão produzidos no país: o T40 e um outro SUV mantido sob sigilo – rumores apontam para a nova geração do T5. O início da produção está agendado para daqui a 24 meses, ou seja, no fim de 2019.

Continua após a publicidade

Fábrica na Bahia nunca saiu do papel

Perspectiva artística da fábrica da JAC em Camaçari (BA) (JAC Motors/Divulgação)

Esta não é a primeira vez que a JAC Motors planeja abrir uma fábrica no Brasil. Em agosto de 2011, a empresa anunciou um investimento de US$ 600 milhões para erguer uma planta em Camaçari, na Bahia.

As obras seriam iniciadas em 2012 e concluídas dois anos depois, quando a fábrica teria capacidade para produzir 100 mil veículos por ano.

Entretanto, a repentina alta de 30 pontos percentuais na alíquota do IPI acabou com os planos da JAC. Apenas empresas com índice de nacionalização superior a 65% estariam livres de pagar o imposto maior.

Continua após a publicidade
Um J3 foi enterrado no local da pedra fundamental em 2014 (JAC Motors/Divulgação)

Em setembro daquele ano, Habib manteve os planos de construção e suspendeu o planejamento poucos dias depois. No entanto, o executivo voltou a confirmar a fábrica e anunciou até quatro modelos que seriam produzidos por aqui – incluindo projetos desenvolvidos exclusivamente para o Brasil.

Em 2014, a JAC inaugurou a pedra fundamental do futuro complexo industrial na Bahia e enterrou um J3 em uma cápsula do tempo, juntamente com objetos da época, como uma lata de Coca-Cola e um iPhone.

Chineses saíram da sociedade

Dois anos depois, a montadora reviu suas previsões, informando que investiria R$ 200 milhões para produzir apenas 20 mil carros por ano, a partir de 2017.

Continua após a publicidade

Todo o capital investido seria do grupo SHC porque os chineses decidiram abandonar o projeto em 2015.

O planejamento inicial era de 66% de participação dos chineses no investimento e participação da fábrica, cabendo ao grupo SHC os 34% restantes.

No entanto, a crise brasileira e o atraso no início das obras foram determinantes para a saída dos chineses do negócio.

Continua após a publicidade

Antes da fábrica sair do papel, um novo revés abalou a JAC. Por ter anunciado a produção de carros no país, a JAC foi contemplada com uma isenção de até 4,8 mil carros por ano dos 30% do IPI.

Como o complexo jamais virou realidade, o Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC) cancelou a habilitação da marca no Inovar-Auto. Com isso, a montadora foi condenada a devolver os incentivos aplicados aos veículos vendidos entre 2013 e 2014.

Em maio de 2017, a JAC desmentiu boatos de que deixaria o mercado brasileiro.

Procurada pela reportagem de QUATRO RODAS, a JAC disse que ainda não definiu com o governo como será realizada a devolução dos valores. Por enquanto, a única medida tomada foi o desenterramento do J3, agora guardado em um galpão da JAC.

Continua após a publicidade

Foco nos SUVs

O T5 tem boa aparência com traços modernos, mas ainda fica evidente o excesso de cromados e a desproporção entre as rodas e a carroceria
T5 foi um dos modelos que marcam a nova filosofia da JAC com foco nos SUVs (Pedro Bicudo)

Apenas no começo de 2017 é que a JAC anunciou uma nova estratégia para o país. Em vez de construir uma fábrica do zero, a empresa afirmou que alugaria um galpão pronto em Camaçari para produzir seus carros – antes da decisão de estabelecer-se em Goiás.

Ao mesmo tempo, a marca voltou seus esforços para o segmento de utilitários esportivos e lançou o T40, um hatch aventureiro classificado pela fabricante como um SUV. Ele se juntou aos atuais T5 e T6.

Flagrado sem disfarce nas ruas de SP, o T70 deve ser lançado no Brasil em 2018 (Anônimo/Quatro Rodas)

Para 2018, a JAC prepara a chegada de novos modelos, como o T70, que concorrerá na faixa de R$ 100 mil com modelos como Jeep Compass e Chevrolet Equinox.

A presença dos chineses no Brasil, incentivada pela expectativa de que o programa Rota 2030 flexibilize a presença de marcas estrangeiras no país, teve outra notícia recente de impacto: a compra da operação brasileira da Chery pelo grupo CAOA, que hoje fabrica modelos Hyundai em Goiás.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 9,90/mês*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Quatro Rodas impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 14,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$118,80, equivalente a 9,90/mês.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.