Clique e assine por apenas 8,90/mês

Infiniti reinicia construção de planta na China

Produção local deve começar em 2015

Por Redação - Atualizado em 9 nov 2016, 13h45 - Publicado em 12 jun 2014, 13h50
fabricantes

A Infiniti recomeçou a construção de uma planta no nordeste da China, que estava paralisada por culpa das grandes tensões entre os governos do Japão e Chinês desde 2012. Localizada na cidade de Dalian, na província de Liaoning, a fábrica deverá demorar entre 12 e 14 meses para ficar pronta e deve ter produção inicial de veículos de, pelo menos, 100 mil carros.

“Tivemos que diminuir a velocidade do projeto por causa da relação entre os dois países, mas acabamos de reiniciá-lo”, disse Lu Feng, líder da parte legal e de assuntos relacionados com segurança da parceria Nissan e China chamada de Dongfeng Motor Group em entrevista à Bloomberg.

As vendas de carros japoneses na China pararam por causa de um boicote imposto pelo público local em 2012 pela disputa entre os dois países por um grupo de ilhas, mas a Infiniti busca se beneficiar com a alta na demanda por carros do segmento premium no maior mercado do planeta.

A empresa deve começar, ainda este ano, a produção de versões de entre eixos maior do Q50 sedan e do QX50 crossover na planta em Xiangyang. O compacto Q30 poderá ser o terceiro modelo feito no país. Caso a produção nesta fábrica não dê conta da demanda, a planta em Dalian entrará em atividade quando pronta. Até 2015, a empresa busca aumentar em 10% o recorde de vendas de 200 mil carros por ano.

Continua após a publicidade
Publicidade