Clique e assine por apenas 5,90/mês

Honda HR-V turbo chega às lojas em junho bebendo só gasolina: R$ 139.900

Versão Touring, dotada de motor turbinado de 173 cv, é destaque na linha 2020 do SUV. Só que o modelo não aceita etanol no tanque

Por Leonardo Felix - Atualizado em 8 Maio 2019, 15h55 - Publicado em 8 Maio 2019, 11h58
Faróis passam a ser totalmente em LEDs; sensores de estacionamento usam sonares aparentes
Faróis passam a ser totalmente em leds; sensores de estacionamento usam sonares aparentes Divulgação/Honda

A Honda anunciou nesta quarta-feira (8) que a linha 2020 do HR-V começa a chegar em junho à rede de concessionárias da marca. A grande novidade fica por conta da volta da versão Touring, que passará a contar com motor 1.5 turbo, como antecipado pela marca no último Salão do Automóvel.

A boa notícia é que o SUV será equipado com um propulsor quatro-cilindros com injeção direta da mesma família do Civic Touring, gerando ótimos 173 cv de potência e 22,4 mkgf de torque.

Versão Touring 1.5 é identificável pelas duas ponteiras de escape
Versão Touring 1.5 é identificável pelas duas ponteiras de escape Divulgação/Honda

Só que ela vem acompanhada de duas outras informações não tão empolgantes. A primeira: como ocorre no Civic 1.5, o HR-V turbo não será flex, aceitando apenas gasolina. A segunda: o preço ficará em salgados R$ 139.900.

Painel bicolor é uma das exclusividades da versão Touring
Painel bicolor é uma das exclusividades da versão Touring Divulgação/Honda

De série, a versão turbinada trará como elementos externos exclusivos: faróis em leds; teto solar panorâmico; duas saídas de escape; logotipo “Turbo” na tampa do porta-malas. Por dentro, o acabamento receberá tom cinza a depender da cor da carroceria.

Por enquanto somente a versão turbo terá teto-solar elétrico
Por enquanto somente a versão turbo terá teto-solar elétrico Divulgação/Honda

Outros itens de série exclusivos serão: chave com sensor para abertura das portas por aproximação; partida do motor por botão; limpadores de para-brisa automáticos; retrovisor interno antiofuscante; câmera de ponto cego no retrovisor externo direito.

Teto-solar panorâmico era um desejo de diversos proprietários
Teto-solar panorâmico era um desejo de diversos proprietários Divulgação/Honda

O motor 1.5 turbo virá acoplado à mesma caixa CVT do Civic turbo, com simulação de sete marchas, porém recalibrada.

A chave presencial, disponível na versão europeia desde o lançamento do SUV, finalmente passou a ser oferecida no HR-V brasileiro
A chave presencial, disponível na versão europeia desde o lançamento do SUV, finalmente passou a ser oferecida no HR-V brasileiro Divulgação/Honda

Segundo a Honda, o câmbio recebeu aprimoramentos no freio-motor aprimorado, maior velocidade de redução da relação, a fim de tornar as retomadas mais eficientes, e acelerador a plena carga com modulação mais progressiva.

O câmbio CVT é o mesmo usado no Civic 1.5, feito para aguentar o maior torque do motor turbo
O câmbio CVT é o mesmo usado no Civic 1.5, feito para aguentar o maior torque do motor turbo Divulgação/Honda

Demais versões seguem com o propulsor 1.8 flex naturalmente aspirado de 140 cv com etanol, já conhecido desde o lançamento do HR-V no Brasil.

Continua após a publicidade
A câmera de monitoramento de ponto cego só funciona do lado direito e não emite alerta sonoro
A câmera de monitoramento de ponto cego só funciona do lado direito e não emite alerta sonoro Divulgação/Honda

Ele é gerenciado por um câmbio CVT diferente da versão Touring, embora também com simulação de sete marchas.

Marca não divulgou o desempenho da versão de 173 cv Divulgação/Honda

Nenhuma versão custa menos de R$ 94 mil, sendo que apenas uma fica abaixo da casa de seis dígitos. No caso, é a LX, R$ 94.400, que ganhou central multimídia de 5 polegadas e câmera de ré com três modos de visualização na linha 2020.

De resto, tal versão segue com equipamentos já existentes na linha 2019, como controles de estabilidade com assistente de partida em rampa, luzes de frenagem de emergência, bancos com rebatimento modular, ar-condicionado manual, freio de estacionamento elétrico com função auto hold, controle de cruzeiro e faróis de neblina halógenos.

O teto panorâmico possui cortina elétrica e abertura somente na parte frontal, como é comum neste tipo de equipamento
O teto panorâmico possui cortina elétrica e abertura somente na parte frontal, como é comum neste tipo de equipamento Divulgação/Honda

A intermediária EX, R$ 101.700, foi incrementada com central de sete polegadas (incluindo conectividade via Apple CarPlay e Android Auto) e sensores de estacionamento traseiros, além de incluir os já constantes ar digital, airbags laterais e aletas para trocas manuais das marchas atrás do volante.

Já a EXL, R$ 111,900, passará a oferecer sensores de estacionamento dianteiros e grade frontal em preto brilhante.

Antes, já contava com bancos revestidos em couro, airbags de cortina, faróis com acendimento automáticos, central multimídia de 7 polegadas com navegador GPS e retrovisores externos com rebatimento elétrico e tilt down na peça direita.

O HR-V 2020 será vendido nas cores: branca (sólida); prata, cinza e azul (metálicas); branca, preta e vermelha (perolizadas). Confira a tabela completa de versões e preços:

Versão Preço
LX 1.8 flex CVT R$ 94.400
EX 1.8 flex CVT R$ 101.700
EXL 1.8 flex CVT R$ 111.900
Touring 1.5 Turbo CVT R$ 139.900

 

Continua após a publicidade
Publicidade