Clique e assine por apenas 5,90/mês

Grupo dono da Saab prepara reestruturação

Chineses teriam interesse na marca sueca

Por Vitor Matsubara - Atualizado em 9 nov 2016, 14h05 - Publicado em 6 out 2014, 18h54
fabricantes

A NEVS (National Electric Vehicles Sweden), atual proprietária da Saab, revelou seu plano de reestruturação. A empresa controlada por investidores chineses adquiriu os direitos da marca em 2012 e até chegou a produzir algumas unidades do sedã 9-3, mas se viu obrigada a paralisar a produção após um dos investidores desistirem da parceria, forçando a empresa a buscar novos aliados.

Confirmando os boatos divulgados anteriormente, a maioria dos investidores por trás da empresa são asiáticos. Embora não cite nomes, o documento revelado nesta segunda-feira, 6 de outubro, afirma que duas empresas teriam interesse em adquirir os direitos da Saab. Enquanto uma delas “tem interesse em incorporar a marca Saab ao seu portfólio de marcas premium”, a outra pretende “realizar uma parceria em pesquisa e desenvolvimento por meio de uma joint-venture”.

Além da própria marca Saab, outras empresas teriam demonstrado interesse nas sedes de produção e pesquisa em Trollhättan. Os responsáveis pela NEVS afirmam que, embora nenhum detalhe tenha sido finalizado, “vários avanços” foram realizados juntamente com as montadoras chinesas.

Publicidade