Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

GM e Exército dos EUA desenvolverão tecnologia de célula de combustível

Projeto deve continuar por cinco anos

Por redação Atualizado em 9 nov 2016, 12h45 - Publicado em 2 out 2013, 11h04
sustentabilidade

A General Motors e o Exército dos Estados Unidos, com a divisão Tank Automotive Research, Development & Engineering Center (TARDEC), anunciaram que estão expandindo a sua colaboração para desenvolver a tecnologia de célula de combustível de hidrogênio.

As duas partes assinaram um Acordo Cooperativo de Pesquisa e Desenvolvimento para “conjuntamente testar novos materiais e projetos relacionados à célula de combustível de hidrogênio para avaliar o seu desempenho e durabilidade antes de montar sistemas de propulsão movidos a células de combustível em larga escala”, expressou a montadora em um comunicado.

A GM e o TARDEC vão desenvolver em conjunto uma tecnologia que atenda as suas necessidades, espera-se que o projeto continue por até cinco anos.

O anúncio segue o acordo divulgado em julho deste ano, quando GM e Honda assinaram uma parceria de longo prazo para o codesenvolvimento de um sistema de célula de combustível de última geração e tecnologias de armazenamento de hidrogênio.

A GM está atualmente construindo um novo Laboratório de Desenvolvimento de Células de Combustível em Pontiac, Michigan, onde acontecerá a maior parte do seu trabalho de desenvolvimento de células de combustível. O laboratório da TARDEC está a 32 quilômetros de distância, o que significa que a colaboração diária será possível, incluindo o compartilhamento de material físico e de dados entre os locais.

O laboratório da TARDEC de Warren, Michigan, tem permitido ao Exército dos EUA testar e integrar os sistemas de células de combustível desenvolvidos para aplicações militares por mais de uma década.

“O Exército continua a investigar tecnologias e parcerias que dão aos Estados Unidos uma vantagem decisiva”, disse Paul Rogers, diretor da TARDEC. “Nossos relacionamentos – como este com a GM – estão amadurecendo e acelerando tecnologias importantes para as capacidades de transporte e energia do futuro”, acrescentou.

O Exército dos EUA está avaliando a tecnologia de célula de combustível da GM a fim de aplicá-la a veículos militares terrestres e geradores móveis.

Continua após a publicidade

Publicidade