Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

GM convoca mais seis recalls

Chamados atingem mais de 3,5 milhões de veículos

Por Vitor Matsubara Atualizado em 9 nov 2016, 13h46 - Publicado em 16 jun 2014, 20h37
fabricantes

A onda de recalls da General Motors parece não ter fim. Nesta segunda-feira, 16 de junho, a empresa convocou seis recalls de uma vez só, envolvendo quase 3,5 milhões de veículos vendidos na América do Norte.

O maior deles envolve 3,36 milhões de veículos fabricados entre 2000 e 2014 e vendidos nos Estados Unidos, Canadá e México. Como vem acontecendo ultimamente, o problema está na polêmica ignição da chave, que pode mudar de posição repentinamente caso o motorista esbarre acidentalmente na peça ou se a chave estiver carregando peso extra por conta da presença de um chaveiro, por exemplo. Neste caso, a empresa pretende resolver o problema fazendo um buraco mais largo na chave para acomodar um chaveiro mais pesado. O recall inclui os modelos Cadillac Deville (2000 a 2005), Buick Regal LS e GS (2004 a 2005), Cadillac DTS (2004 a 2011), Buick Lacrosse (2005 a 2009), Chevrolet Monte Carlo (2006 a 2008), Buick Lucerne (2006 a 2011) e Chevrolet Impala (2006 a 2014). Como alento, o Impala é o único modelo ainda produzido pela GM.

Os outros cinco recalls envolvem um total de 165 mil carros. O primeiro deles atinge os modelos Cadillac ATS (2013 e 2014) e CTS (2014), por conta de um cabo que pode se separar da manopla do câmbio automático, impossibilitando o engate de marchas. O número estimado de veículos afetados é de 68.887.

Alguns modelos de picapes Chevrolet Silverado 2500/3500 HD e GMC Sierra HD, todos ano/modelo 2015, precisarão passar por uma inspeção na mangueira do fluído da direção hidráulica, que não estaria fixada corretamente. Caso a peça apresente problema, os motoristas perderiam as assistências da direção e dos freios. Este recall atinge 57.192 veículos.

Já 17 mil Cadillac CTS equipados com tração integral e fabricados a partir de 2011 podem apresentar um vazamento, cujo resultado seria o acionamento indevido dos airbags. Outro recall envolve 700 Chevrolet Corvette Stingray equipados com bancos de competição, que precisarão ter um novo airbag lateral instalado no lado do passageiro. A justificativa da GM é que a presença de uma criança sem cinto de segurança no banco dianteiro pode impedir o acionamento do airbag.

O último recall desta nova leva de anúncios atinge 184 unidades de Chevrolet Silverado e GMC Sierra, ano/modelo 2014 e 2015. Este chamado é restrito às picapes com assoalho revestido em vinil e carpete resistente a intempéries. O problema está no fato de os tapetes não estarem fixados da forma adequada, podendo escorregar para debaixo dos pés do motorista.

Entre todos os cinco recalls, a GM diz que há apenas um registro de acidente envolvendo uma unidade do Cadillac CTS 2011, além de 15 relatos de disparos acidentais dos airbags.

Continua após a publicidade

Publicidade