Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

Frankfurt: cinco criações insanas das preparadoras alemãs

Projetos combinam visual exclusivo com mais desempenho

Por Vitor Matsubara, de Frankfurt (ALE) Atualizado em 9 nov 2016, 14h41 - Publicado em 24 set 2015, 09h01
fabricantes

O Salão de Frankfurt é um dos poucos eventos do gênero que abrem espaço para as preparadoras. A 66ª edição da feira dedicou metade de um dos pavilhões para empresas como Brabus, Mansory e Alpina. Veja abaixo os projetos mais insanos exibidos por lá.

Mansory Lamborghini Torofeo

mansory-torofeo-2.jpeg

A Mansory é uma das empresas mais renomadas no uso de fibra de carbono em veículos especiais. Prova disso é este belo Lamborghini Huracán, rebatizado pela empresa de Torofeo – uma brincadeira com os nomes “toro” (espanhol para “touro”) e “trofeo”, em referência à categoria de competição de turismo Super Trofeo. Toda a carroceria foi moldada com fibra de carbono, ganhando apêndices e entradas de ar desenhadas para melhorar a aerodinâmica e o fluxo de ar para o motor.

De quebra, os para-lamas foram alargados em 30 milímetros na frente e 40 milímetros atrás. A Mansory também deu seu tempero no motor 5.2 V10, que recebeu dois turbocompressores e várias peças novas, incluindo pistões, bielas e injeção de combustível. O resultado é uma potência de assustadores 1.249 cv e torque máximo limitado a 101,9 mkgf. Números divulgados pela Mansory apontam aceleração de 0 a 100 km/h em 2,7 segundos e velocidade máxima de 340 km/h.

Brabus Rocket 900

brabus-rocket-900.jpeg

O Rocket 900 não é bem uma novidade, já que estreou no Salão de Genebra, em março passado. Mas isso não significa que ele não chamou atenção em Frankfurt. O sedã é baseado no S 65 AMG equipado com um motor 6.0 V12 biturbo. Várias mudanças foram realizadas no conjunto, incluindo a adoção de novas turbinas, coletores de admissão e escape e um novo sistema de escapamento. Por fim, a cilindrada foi aumentada para 6,3 litros, entregando 900 cv e torque máximo de 153 mkgf, ante 630 cv e 102 mkgf do V12 original. Segundo a Brabus, a aceleração de 0 a 100 km/h é realizada em apenas 3,7 segundos e a velocidade máxima é de 350 km/h. No visual, o sedã ganhou rodas de liga leve de 21 polegadas, suspensão rebaixada, novo kit aerodinâmico e grade frontal personalizada. O interior tem materiais como madeira, fibra de carbono, couro e Alcantara.

Continua após a publicidade

Alpina B6 Biturbo Edition 50

alpina-b50.jpeg

A grande estrela do estande da Alpina é uma criação exclusivíssima. O B6 Biturbo Edition 50 traz uma preparação do motor 4.4 V8 biturbo originalmente encontrado no 650i, equipado com turbinas maiores, novos coletores de admissão e escape e central eletrônica reprogramada. Agora são 610 cv com torque máximo de 81,5 mkgf, acoplado a uma transmissão automática de oito velocidades fabricada pela ZF. O toque final fica por conta do sistema de escape Akrapovic feito inteiramente de titânio, que é 17 quilos mais leve que o componente original. São necessários apenas 4,2 segundos para acelerar de 0 a 100 km/h, atingindo a velocidade máxima de 330 km/h. Se você gostou, é bom correr: a Alpina produzirá apenas 50 unidades desta jóia.

Mansory Rolls-Royce Wraith Bleurion

rolls-royce-wraith.jpeg

O estande da Mansory era possivelmente o mais recheado de superesportivos entre as preparadoras. Uma das atrações era o Rolls-Royce Wraith Bleurion, que recebeu um tratamento especial tanto na parte estética quanto na mecânica. Externamente, o cupê ganhou um novo para-choque com as luzes diurnas de leds separadas dos faróis, novo aerofólio e spoilers exclusivos na frente e atrás. A pintura em dois tons combina um chamativo azul com fibra de carbono. Esta inusitada combinação também se repete no interior, que traz acabamento em camurça e couro preto com detalhes azuis e apliques nas portas e no painel com uma técnica de pintura 3D.

Já o motor V12 foi remapeado e ganhou um novo escapamento, atingindo 740 cv a 5.000 rpm. O torque chega a espantosos 101,9 mkgf na faixa entre 1.500 e 5.000 rpm. Segundo números divulgados pela preparadora, o Wraith leva apenas 4,4 segundos para acelerar de 0 a 100 km/h, sendo 0,2 segundo mais rápido do que o modelo original. A velocidade máxima também aumentou: agora é de 300 km/h, ante os 250 km/h limitados eletronicamente pela Rolls-Royce.

Tesla Model S Brabus Zero Emission

tesla-brabus.jpeg

Não é só dos modelos Mercedes-Benz que vive a Brabus. A preparadora apresentou em Frankfurt uma versão especial do Tesla Model S. No entanto, ao contrário da maioria de suas criações, o projeto se limita a alterações visuais – pelo menos por enquanto. O sedã elétrico ganhou novas rodas de liga leve de 21 polegadas, spoiler dianteiro e difusor traseiro em fibra de carbono. O interior pode ser personalizado com couro e Alcantara. Futuramente há planos de oferecer uma versão mais potente, superando os 700 cv oferecidos no modelo original.

Continua após a publicidade

Publicidade