Clique e assine por apenas 5,90/mês

Fiat Strada Volcano: 44 fotos detalham a substituta da Strada Adventure

Fotógrafo Fernando Pires clicou todos os detalhes da versão Volcano da nova geração da picape da Fiat. Configuração deve custar R$ 85.000

Por Renan Bandeira - Atualizado em 14 abr 2020, 17h40 - Publicado em 15 abr 2020, 07h00

A picape mais vendida do Brasil está de cara nova. Mais de 20 anos depois de sua estreia no mercado nacional, a Fiat Strada ganhou sua segunda geração.

QUATRO RODAS já mostrou os detalhes da versão de entrada, Endurance, e agora disponibiliza as imagens com tudo sobre a topo de linha, Volcano.

Esta versão será a mais completa da picape compacta em sua linha 2020. Ela será vendida apenas na configuração cabine dupla – que é inédita no segmento – e deve custar cerca de R$ 85.000.

A Strada também lança a central multimídia que realiza o espelhamento sem fio de celulares e é compatível com Android Auto e Apple CarPlay.

Além disso, o veículo traz: controles de estabilidade e tração, assistente de partida em rampa e luzes de condução diurna – todos de série em todas as versões.

Continua após a publicidade

A picape ganhou o motor 1.3 Firefly do Argo, que gera 109/101 cv e 14,2/13,7 kgfm de torque, aposentando o E.torQ de 132/130 e 18,9/18,4 kgfm.

Testada, a versão apresentou perda na prova de aceleração. Com a nova motorização, a Volcano acelera de 0 a 100 km/h em 13,1 segundos, contra 12,3 segundos do antigo propulsor 1.8.

Em compensação, o consumo melhorou consideravelmente. A picape que tinha médias de 9,1 km/l na cidade e 11,8 km/l na estrada, agora registrou as marcas de 12,9 km/l e 17 km/l, respectivamente.

QUATRO RODAS selecionou 44 fotos para mostrar todos os detalhes da versão Volcano da nova Fiat Strada. Confira:

Nova frente lembra a do Fiat Mobi, modelo usado como base para a nova geração da Strada Fernando Pires/Quatro Rodas
O desenho do conjunto óptico é igual ao do Mobi, mas quase todo o conjunto é de led. Só a luz de seta, localizada abaixo, é halógena Fernando Pires/Quatro Rodas
Na versão Volcano, os canhões de luz baixa e alta são de led Fernando Pires/Quatro Rodas
O modelo terá luzes de condução diurna de série em todas as versões Fernando Pires/Quatro Rodas
Modelo carrega antigo emblema da Fiat na grade dianteira. Ele é pintado nas cores da bandeira da Itália, país de origem da marca Fernando Pires/Quatro Rodas
Dimensões: comprimento, 448 cm; largura, 173,2 cm; altura, 159,5 cm; entre-eixos, 273,7 cm; altura livre do solo, 23,2 cm; tanque de combustível, 55 litros Fernando Pires/Quatro Rodas
Os pneus são 205/60 com rodas de 15 polegadas e quatro parafusos de fixação. A picape pesa 1.174 kg Fernando Pires/Quatro Rodas
Detalhe lateral pode ser visto em todas as versões e lembra uma entrada de ar. Ficam localizadas antes do início da porta e ajudam a alinhar os vincos de para-lamas e portas laterais dianteiras, visto que estas são herdadas do Mobi Fernando Pires/Quatro Rodas
Os retrovisores vêm do Argo e são elétricos, com seta e capa protetora na cor da carroceria. Caixas de roda têm apliques em plástico preto, assim como a coluna B da picape e o friso lateral – que fica na parte inferior da porta. Maçanetas são da cor do veículo Fernando Pires/Quatro Rodas
Versão cabine dupla com quatro portas é inédita no segmento. Modelo chega com capota para caçamba e barras horizontais de teto emendadas ao santantônio Fernando Pires/Quatro Rodas
Diferentemente da Toro, que tem abertura dupla, porta traseira da Strada tem peça única e de abertura simples, mas amortecida. Barras cruzam a caçamba para apoiar a capota Fernando Pires/Quatro Rodas
Caçamba traz abertura convencional e é revestida. Dimensões para cabine dupla: superfície, 1,31 m2; comprimento 117,8 cm; largura máxima 131 cm; vão entre rodas, 105,9 cm; altura 60,6 cm. Volume: 844 litros Fernando Pires/Quatro Rodas
Lanternas traseiras são uma releitura muito fiel do desenho visto na irmã maior Toro Fernando Pires/Quatro Rodas
Assinatura com nome do modelo é diferente da antiga geração da Strada. Agora, é mais arredondada, saltada e prateada Fernando Pires/Quatro Rodas
Cópia da Toro, lantenas invadem as laterais da carroceria Fernando Pires/Quatro Rodas
Lanterna é escurecida, mas toda a iluminação é convencional Fernando Pires/Quatro Rodas
Maçaneta de abertura da porta é do tipo simples. Assinatura com o nome Fiat já vinha sendo usado na traseira de outros modelos da marca Fernando Pires/Quatro Rodas
Câmera de estacionamento fica localizada ao lado da abertura da porta traseira Fernando Pires/Quatro Rodas
Portas dianteiras possuem alto falante. Porta esquerda deixa motorista no comando de todos os vidros do veículo – que são elétricos Fernando Pires/Quatro Rodas
Interior é simples e carregado de plástico rígido preto Fernando Pires/Quatro Rodas
O Volante, herdado de Uno e Mobi, é multifuncional e tem detalhes em black piano, mas sua base é levemente achatada Fernando Pires/Quatro Rodas
O emblema do volante é preto igual aos dos cubos de roda. Detalhe está presente em todas as versões da Strada Fernando Pires/Quatro Rodas
Volante é de couro e costura vem na mesma cor do interior do veículo Fernando Pires/Quatro Rodas
Painel de instrumentos é analógico e tem conta-giros, velocímetro e medidor de combustível. Demais informações estão no display digital no centro Fernando Pires/Quatro Rodas
Diferente das outras configurações, a Volcano já conta com display digital de 3,5 polegadas de série Fernando Pires/Quatro Rodas
Display digital mostra dados como: consumo, temperatura, distância percorrida, etc Fernando Pires/Quatro Rodas
No lado direito do volante estão os comandos referentes a comando de voz e músicas Fernando Pires/Quatro Rodas
Já no lado esquerdo podem ser encontrados os botões para chamada e troca de telas do computador de bordo Fernando Pires/Quatro Rodas
A central multimídia é nova e está disponível apenas na Strada – até agora. É compatível com Apple CarPlay e Android Auto Fernando Pires/Quatro Rodas
Espelhamento de celulares na central multimídia pode ser feito sem cabo, mas não há carregador por indução Fernando Pires/Quatro Rodas
Botões físicos estão localizados na parte superior do painel, acima do alojamento da central de entretenimento Fernando Pires/Quatro Rodas
Ar-condicionado vem de série, mas é sempre manual, inclusive na versão de topo Fernando Pires/Quatro Rodas
Diferente das versões mais básicas, a Volcano possui bancos com tecido texturizado, cheio de faixas em baixo relevo Fernando Pires/Quatro Rodas
Bancos mesclam tecido comum com partes em couro Fernando Pires/Quatro Rodas
Internamente o veículo também carrega o antigo emblema nas cores da Itália. Desta vez, os quatro riscos se tornaram a etiqueta dos bancos Fernando Pires/Quatro Rodas
Freio de mão é mecânico. Segunda fileira tem acesso a uma porta USB e a um porta-copos Fernando Pires/Quatro Rodas
Na versão Volcano, costura de união entre os tecidos do banco é pespontada e na cor branca Fernando Pires/Quatro Rodas
Tapetes são personalizados com o nome da versão Fernando Pires/Quatro Rodas
Câmbio é manual de 5 marchas em todas as versões. Manopla conta com detalhes em preto piano, igual ao volante Fernando Pires/Quatro Rodas
À frente da alavanca de câmbio estão localizados a porta USB, a entrada para cabo auxiliar, uma tomada 12V e dois porta-copos Fernando Pires/Quatro Rodas
Portas traseiras possuem alto falantes, mas veja como o porta-copos tira espaço para as pernas do ocupante central Fernando Pires/Quatro Rodas
Banco traseiro tem apoios de cabeça e cintos três-pontos de série para todos os ocupantes em todas as versões Fernando Pires/Quatro Rodas
Motor: flex, dianteiro, transversal, 4 cil., 1.332 cm³, 8V, 70 x 86,5 mm, 109/101 cv a 6.250/6.000 rpm, 14,2/13,7 kgfm a 3.500/3.500 rpm Fernando Pires/Quatro Rodas

Não pode ir à banca comprar, mas não quer perder os conteúdos exclusivos da edição de abril da Quatro Rodas? Clique aqui e tenha o acesso digital.

Fernando Pires/Quatro Rodas

Continua após a publicidade
Publicidade