Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Fiat 500 retorna ao Brasil em versão única

Compacto continua recheado, mas chega apenas com motor 1.4 Evo e câmbio manual

Por Henrique Rodriguez 10 jul 2017, 16h50
Unidades do Cinquecento 2017 aguardam transporte no porto do Rio de Janeiro Henrique Rodriguez/Quatro Rodas

O Fiat Cinquecento anda meio esquecido. Até tem seu lugar no site da fabricante italiana, mas não é encontrado nas lojas há meses.

Não poderia ser diferente: as últimas unidades foram importadas em 2015.

Mas a carreira do simpático 500 no Brasil ainda não acabou. QUATRO RODAS flagrou um lote de unidades 2017/2017 desembarcando no porto do Rio de Janeiro.

Sem mudanças no design, estes carros começam a ser distribuídos entre as concessionárias em agosto.

Modelo retorna sem qualquer mudança estética Henrique Rodriguez/Quatro Rodas

Nada de versões Cabrio ou Abarth desta vez. Os novos Fiat 500 são todos da versão de entrada Cult, com motor 1.4 8V Fire EVO de 88 cv e câmbio manual de cinco marchas. As opções de cores são branco, preto e vermelho.

O pacote de equipamentos continua recheado. Entra na conta airbags frontais, ABS, controles de estabilidade e tração, ar-condicionado, Hill Holder (auxílio de saída em rampa), computador de bordo e trio elétrico.

Continua após a publicidade
Últimas unidades do 500 vendidas haviam sido importadas em em 2015 Divulgação/Fiat

A novidade é que todos os carros terão teto solar. Já a central multimídia Uconnect com GPS, presente em unidade mostrada no Salão do Automóvel de São Paulo no ano passado, é uma possibilidade.

De acordo com concessionários, o preço do Fiat 500 Cult 2017 ficará ao redor dos R$ 60 mil. Compras por empresas (pessoa jurídica) terão desconto de 15%. 

E a reestilização?

Mudanças no design são discretas, mas só serão vistas no Brasil no ano que vem Divulgação/Fiat

O Fiat 500 sofreu reestilização na Europa há exatos dois anos. Recebeu novos faróis e neblinas com luzes de led diurnas integradas e novo para-choque frontal.

Na traseira, as lanternas também foram retrabalhadas e as luzes de neblina e de ré foram alocadas nas extremidades do novo para-choque.

Mas até agora as mudanças não saíram da Europa, abastecida pela fábrica da Fiat na Polônia. Já os carros fabricados em Toluca, no México, seguem sem mudanças.

A fábrica, que abastece as Américas, só deverá iniciar a produção do Cinquecento reestilizado no final deste ano. Ou seja, esse lote aí estará desatualizado em poucos meses.

  • Continua após a publicidade
    Publicidade