Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

Ferrari BR20 é a única GTC4Lusso cupê – e exclusiva para um milionário

Feito para um cliente misterioso da marca italiana, o BR20 tem apenas uma unidade totalmente customizada para ter a ‘cara’ do seu novo dono

Por Pedro Henrique Oliveira Atualizado em 12 nov 2021, 21h01 - Publicado em 12 nov 2021, 21h00

Imagina ter um carro totalmente exclusivo e feito sob medida para os seus gostos? A Ferrari BR20 é exatamente isso, um cupê projetado e construído especialmente para um cliente endinheirado e mais ninguém.

Black Friday! Assine Quatro Rodas por apenas R$ 6,90

A mecânica é a mesma da GTC4Lusso, modelo no qual o BR20 é baseado. Tem, portanto, motor V12 6.3 aspirado naturalmente e capaz de entregar 681 cv e 71 kgfm.

O desempenho não foi divulgado, mas espera-se números parecidos aos do sua “irmã”, ou seja, 0 a 100 km/h em pouco mais de 3,4 segundos e velocidade máxima ao redor dos 320 km/h.

Ferrari BR20 prata visto de lado
O modelo foi inspirado na extinta Ferrari GTC4Lusso Divulgação/Ferrari

A força é levada para as quatro rodas por meio do incomum sistema de tração integral da Ferrari. Ela uda duas caixas de câmbio em vez de uma caixa de transferência no meio do chassi. As rodas traseiras recebem a força de uma transmissão instalada atrás do motor, enquanto as rodas dianteiras são acionadas por uma caixa de câmbio menor na parte da frente do motor. 

O novo modelo é baseado na mesma plataforma da GTC4Lusso, porém, como o cupê é personalizado para um cliente específico, o interior é inédito e remete às Ferrari dos anos 50 e 60.

Por fora, o destaque fica para o teto e traseira, que não tem mais o estilo shooting break.

Continua após a publicidade

Ferrari BR20 prata visto 3/4 de trás
O modelo conta com detalhes em fibra de carbono, como a grade do radiador e do difusor traseiro Divulgação/Ferrari

Outras mudanças no visual incluem faróis mais finos, que foram posicionados logo abaixo do capô. A intenção é, realmente, que a parte dianteira pareça mais alongada. A Ferrari afirma que isso foi feito para evocar o espírito de outros modelos V12 GT, como o 410 Superamerica e o 500 Superfast.

Logo abaixo há uma nova grade do radiador com fibra de carbono e entradas de ar triangulares ao lado. Na parte de trás há um grande difusor com quatro saídas de escapamento. As rodas são de aro 20. 

Painel interior da Ferrari BR20
Todo o interior faz alusão aos modelos dos anos 50 e 60 da marca italiana Divulgação/Ferrari

Do lado de dentro, todo o caráter luxuoso do modelo fica evidente. Há um estofamento marrom no painel e um par de bancos esportivos feitos de couro também marrom, mas em tom mais escuro. 

Interior da Ferrari BR20
Os bancos traseiros foram removidos por conta da altura traseira do modelo Divulgação/Ferrari

Além disso, a nova queda no teto fez com que a Ferrari retirasse os bancos traseiros por conta do espaço. Por conta das novas proporções do pilar C da Ferrari BR20, a marca foi obrigada a projetar um novo forro para cobrir o tejadilho. 

O preço da encomenda especial não foi divulgado. Fato é que o cliente teve que pagar o tempo do designer e todo o custo de produção do cupê.

Não pode ir à banca comprar, mas não quer perder os conteúdos exclusivos da Quatro Rodas? Clique aqui e tenha o acesso digital

A edição 750 de QUATRO RODAS já está nas bancas!
A edição 750 de QUATRO RODAS já está nas bancas! Arte/Quatro Rodas
Continua após a publicidade

Publicidade