Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

EUA: Toyota perde causa sobre aceleração involuntária

Marca terá que indenizar vítimas em US$ 3 milhões

Por Redação Atualizado em 9 nov 2016, 12h49 - Publicado em 27 out 2013, 08h17
fabricantes

A Toyota perdeu sua primeira disputa nos tribunais dos Estados Unidos num caso que diz respeito a acidentes provocados pela aceleração involuntária de seus veículos. A informação foi veiculada pelo site da CNN.

A marca japonesa terá de indenizar Jean Bookout, condutora de um Camry que se acidentou em 2005, em US$ 1,5 milhão. Já a família de Barbara Schwartz, passageira que morreu nessa colisão, receberá a mesma quantia, totalizando, pois, US$ 3 milhões em indenizações.

Apesar de a decisão não ter sido favorável à companhia, a Toyota insiste que tal acidente foi provocado por um erro humano, e não por um defeito do carro. “Discordamos frontalmente do veredito, mas, ao mesmo tempo, aprovamos que as partes tenham aceitado um acordo nesse caso”, manifestou-se a companhia, por meio de um comunicado.

Continua após a publicidade

Publicidade