EUA: Toyota perde causa sobre aceleração involuntária

Marca terá que indenizar vítimas em US$ 3 milhões

fabricantes fabricantes

fabricantes (/)

A Toyota perdeu sua primeira disputa nos tribunais dos Estados Unidos num caso que diz respeito a acidentes provocados pela aceleração involuntária de seus veículos. A informação foi veiculada pelo site da CNN.

A marca japonesa terá de indenizar Jean Bookout, condutora de um Camry que se acidentou em 2005, em US$ 1,5 milhão. Já a família de Barbara Schwartz, passageira que morreu nessa colisão, receberá a mesma quantia, totalizando, pois, US$ 3 milhões em indenizações.

Apesar de a decisão não ter sido favorável à companhia, a Toyota insiste que tal acidente foi provocado por um erro humano, e não por um defeito do carro. “Discordamos frontalmente do veredito, mas, ao mesmo tempo, aprovamos que as partes tenham aceitado um acordo nesse caso”, manifestou-se a companhia, por meio de um comunicado.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s