Clique e assine por apenas 8,90/mês

Esses carrões custam caro, mas a lista de equipamentos deixa a desejar

Câmera de ré, sensor de estacionamento e até ESP: veja como as montadoras dispensam itens que não deveriam ser esquecidos

Por Vitor Matsubara - Atualizado em 23 nov 2016, 21h47 - Publicado em 5 out 2016, 13h42
Toyota Corolla
Modelo japonês não tem controle de estabilidade, nem como opcional

Desembolsar uma pequena fortuna ao trocar de carro implica em uma série de expectativas. Uma delas é que o veículo saia de fábrica completo. Ou seja, equipado com itens de conforto, conveniência e segurança mandatórios na sua categoria – afinal de contas, muitos equipam modelos de categorias inferiores. O problema é que nem sempre é assim. Separamos abaixo quatro exemplos.

Tire as mãos do volante

Porsche 718 Boxster
O volante do 718 tem paddle-shifts, mas nada de comandos de som

Nós sabemos que a proposta do 718 Boxster é de ser um esportivo purista, mas a inclusão de alguns comandos no volante não fariam mal a ninguém. O volante do roadster dispensa os práticos botões para controlar as funções de som, computador de bordo e outras funções.

Comodidade pra quê?

Nissan Kicks SL
Nada de piloto automático no Kicks

Talvez você nem ligue muito para o piloto automático se dirige seu carro apenas na cidade. Mas sua praticidade em viagens longas é inquestionável. Mesmo assim, algumas montadoras relutam em inclui-lo na lista de equipamentos dos modelos mais caros. Quer um exemplo? A versão topo de linha do Kicks traz tela de TFT no painel e até câmera com visão em 360 graus, mas dispensa o piloto automático. O mesmo ocorre com o Audi A3 Sedan, que, embora seja a porta de entrada da linha de sedãs da marca, não é exatamente um modelo acessível. Ou você classificaria um carro de R$ 100 mil como barato?

Cadê o controle de estabilidade?

Toyota Corolla 2014
Campeão de vendas, o Corolla dispensa o controle de estabilidade, presente na concorrência

Enquanto marcas como a Ford se vangloriam de oferecer controle de estabilidade (ESP) em toda sua linha de produtos (seja como item de série ou opcional), a Toyota parece não dar muita importância para o equipamento. Afinal, o Corolla não traz o item sequer como opcional em nenhuma das versões, enquanto rivais como Chevrolet Cruze, Citroën C4 Lounge, Honda Civic e Nissan Sentra saem de fábrica com ESP. 

Continua após a publicidade

Cuidado com a parede!

Mercedes-Benz C 180 Avantgarde FF 3
Olhe para trás: o C 180 não tem sensor de estacionamento nem câmera de ré

A Mercedes-Benz pode dizer que é uma empresa ligada à tecnologia, sempre olhando para a frente. Até porquê dar marcha a ré em um Classe C não é tão fácil como deveria ser. A versão de entrada C 180 FF não possui sensor de estacionamento traseiro tampouco câmera de ré, dificultando a manobra por conta da visibilidade traseira ruim.

Sem pen-drive

Sistema de som do Audi A1
Bluetooth, entrada para cartão SD… Só falta USB nos modelos da Audi

Ouvir música no carro ficou mais fácil depois que as fabricantes começaram a incluir entradas USB no sistema de som da maioria dos veículos. A Audi, no entanto, é uma das exceções: nenhum de seus modelos sai de fábrica com este prosaico item. Se serve de consolo, a marca de luxo não é a única dentro do Grupo VW a cometer esse deslize: alguns modelos da Volkswagen também não possuem entradas USB.

Continua após a publicidade
Publicidade