Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

Esportivos europeus dos anos 1980

Dez modelos legalizados para ruas e divertidíssimos de se guiar

Por Rodrigo Furlan Atualizado em 9 nov 2016, 14h34 - Publicado em 30 jun 2015, 16h48
classicos

A década de 1980 foi adorada por muitos, incluindo os grandes admiradores de carros. Algumas das máquinas mais desejadas foram produzidas e vendidas nesse período, e o site Auto Guide elencou 10 modelos esportivos que marcaram o período. Em comum, todos eles têm o fato de serem obras da indústria europeia. Confira abaixo a relação.

1) Porsche 959 (destaque) – um primeiro colocado para causar polêmica. Afinal, muitos tendem a preferir o segundo dessa lista, mas o que diferenciava o 959 era seu sistema de tração integral, que maximizava seu desempenho. Além disso, contava com motor 2.85 turbo de seis cilindros, que oferecia 444 cv.

2) Ferrari F40

ferrari-f40.jpeg

Tem uma legião de fãs e muitos chegam a dizer que é o melhor carro já feito pela marca italiana. Fugia ao padrão da Ferrari, já que tinha um motor turbo (2.9 V8), que desenvolvia 471 cv e trabalhava em harmonia com a aerodinâmica do modelo, toda trabalhada para obter a maior performance disponível.

3) Lamborghini Countach

lamborghini-countach.jpeg

Talvez seja o modelo que mais bem retrate o período – ou, ao menos aquele que as pessoas mais associam à década de 80. Tinha um design relativamente polêmico, mas o motor 5.2 V12 não passava despercebido em nenhuma situação. Pudera: eram 455 sonoros cavalos!

4) Ferrari Testarossa

ferrari-testarossa.jpeg

Definitivamente, um primor aos olhos. Este foi um trabalho de design bem sucedido do estúdio Pininfarina, e é muito comum até hoje encontrarmos miniaturas da Testarossa em prateleiras de colecionadores. A motivação do modelo vinha de um bloco 4.9 V12 de 390 cv.

5) BMW M3

bmw-m3-e30.jpeg

Das pistas do campeonato de Turismo da Alemanha (DTM) para as ruas, o M3 teve algumas modificações, incluindo a redução de potência do motor 2.3 de quatro cilindros para 210 cv. Mesmo assim, suas adaptações de suspensão, transmissão, freios e aerodinâmica o destacavam muito das versões convencionais.

Continua após a publicidade

6) Ford RS200

ford-rs200.jpeg

Ele foi pensado para corridas de rali, mas nelas não obteve grande sucesso. Por outro lado, quando ganhou versão destinada às ruas, o RS200 brilhou, já que se tratava de um modelo relativamente compacto e, ainda assim, entregava 250 cv com seu bloco 1.8 turbo.

7) Mercedes-Benz 190E

mercedes-benz-190e.jpeg

Foi com este carro que Ayrton Senna chamou definitivamente atenção do mundo da Fórmula 1, ao venceu uma prova em 1984 batendo lendas do automobilismo, incluindo Prost e Lauda. Teve duas versões para as ruas: 2.3 (motor de 185 cv) e 2.5 (motor de 200 cv).

8) Audi Quattro Coupe

audi-quattro-coupe.jpeg

Se não era um arraso em termos de potência, já que seu motor 2.1 de cinco cilindros entregava 197 cv, compensava com a presença do sistema de tração integral quattro, o que deixava sua condução mais agradável. Talvez não cativasse tanto pela beleza.

9) Lancia Delta S4

lancia-delta-s4.jpeg

Veio um pouco depois do Quattro Coupe, mas, nessa disputa entre cupês, diferenciava-se por alguns aspectos. Se o design era polêmico, o motor 1.8 se destacava por ser turbo e sobrealimentado, de modo a oferecer 247 cv. Sua versão de competição fez sucesso nos ralis.

10) Lotus Esprit Turbo

lotus-esprit-turbo.jpeg

Bastava olhar para ele e pronto: era fácil saber que se tratava de um esportivo voltado para a performance. Além do design limpo, contava com motor central de 210 cv (posteriormente, seria reconfigurado e passaria a entregar 215 cv). Por ser um peso leve, acelerava de 0 a 96 km/h em menos de cinco segundos.

Continua após a publicidade

Publicidade