Chairman da VW revela arrependimento por saída de Schreyer

Designer trabalhava na Audi antes de ir para Kia

fabricantes fabricantes

fabricantes (/)

O chairman da Volkswagen, Ferdinand Piech, reconheceu que se arrepende de ter permitido a saída do designer Peter Schreyer para a Kia Motors. O alemão era funcionário da Audi antes de se transferir para a Kia, onde revolucionou o estilo de todos os modelos da marca coreana.

Em uma das raras entrevistas concedidas à imprensa europeia, Piech também afirmou que pode permanecer no comando da empresa por mais alguns anos. O executivo havia prometido que ficaria no cargo até o início das vendas do novo Golf, o que aconteceu na semana passada.

“Pedi a Martin Winterkorn (CEO da marca) para realizar o lançamento do novo Golf. Como cada geração do Golf fica em linha por entre cinco e sete anos, pelo menos neste período permanecerei no lugar de Winterkorn até sua volta ao posto de chairman”, declarou.

Em abril, os acionistas da VW votaram pela permanência de Piech no cargo até dezembro de 2016, mesma época em que vence o contrato de Winterkorn no comando da empresa. Piech trabalha na montadora de Wolfsburg há 18 anos, tendo ocupado o posto de CEO por nove anos.

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s