Clique e assine com até 75% de desconto

CADE investiga cartel envolvendo itens de segurança automotiva

Autoliv do Brasil e Takata do Brasil são suspeitas de combinar preços

Por Rodrigo Furlan Atualizado em 9 nov 2016, 14h34 - Publicado em 7 jul 2015, 17h53
seguranca

O Conselho Administrativo de Defesa Econômica (CADE) anunciou que está investigando a existência de um cartel no Brasil referente a equipamentos de segurança automotivos, tais como airbags, cintos de segurança e volantes. As duas empresas suspeitas são a Autoliv do Brasil e a Takata do Brasil.

De acordo com o CADE, há evidências que mostram que as duas companhias combinaram preços e condições comerciais de modo a criar um mecanismo anticompetitivo e dividir o mercado apenas entre elas. Além disso, ambas teriam trocado informações sobre preços, reajustes, produção, entre outros dados. No total, 13 pessoas ligadas às empresas teriam conduzido todo o processo entre 2002 e 2011.

Com a abertura de processo administrativo feita na última segunda-feira (6), as companhias serão notificadas e poderão apresentar suas defesas. Ao fim desse procedimento, a superintendência geral do CADE dará seu parecer sobre o caso e submeterá ao julgamento do tribunal da própria entidade, que dará a decisão definitiva.

Publicidade