Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês

BMW e Audi estabelecem parceria para reduzir custos da fibra de carbono

Projeto de US$ 102 milhões conta com o apoio do governo alemão e demais empresas

Por Diogo Patroni Atualizado em 9 nov 2016, 14h06 - Publicado em 10 out 2014, 12h29
fabricantes

A BMW e a Audi pretendem assinar um acordo de cooperação para diminuir os custos com a utilização de fibra de carbono em seus carros. O projeto, apoiado pelo governo alemão, também tem a adoção de demais empresas e institutos de pesquisa, está orçado em US$ 102 milhões e busca reduzir os custos de produção em até 90%.

O alto valor faz com que o material seja aplicado apenas em alguns modelos de luxo, porém a ideia é torná-lo cada vez mais acessível. Em comparação com o aço a fibra de carbono custa quase 20 vezes mais, sendo que 1 kg de aço na forma bruta sai por por US$ 1 contra US$ 20 pelo mesma quantidade de fibra de carbono.

De acordo com o chefe do projeto, Klaus Drescher a tendência é que o material se consolide cada vez na indústria automobilística. “Vamos ver muito mais a fibra de carbono na próxima geração de carros”, esclareceu.

Durante o Salão de Paris, a BMW revelou que a próxima geração do i3, i8 e Série 7 devem conter algumas aplicações de fibra de carbono, mas o aço ainda deve representar a maioria no corpo do esportivos.

Continua após a publicidade
Publicidade