Clique e assine por apenas 8,90/mês

Audi Q4 Sportback é futurista mas mantém grade de radiador no design

SUV Cupê será o sétimo veículo elétrico da marca que planeja lançar mais 20 modelos movidos à bateria até 2025

Por Paulo Campo Grande - Atualizado em 9 jul 2020, 00h41 - Publicado em 7 jul 2020, 14h31
O Q4 Sportback e-tron é o mais novo modelo da família de elétricos da Audi Divulgação/Audi

Depois do SUV-conceito Q4 e-tron, mostrado no Salão do Automóvel de Genebra de 2019, a Audi apresenta agora o Q4 Sportback e-tron, outro SUV-conceito, só que desta vez com carroceria cupê.

Segundo a fábrica, os dois serão lançados em versões definitivas em 2021, mas os protótipos mostrados agora estão muito próximos daquilo que chegará às lojas. Afinal, já possuem até mesmo a definição de sistemas elementares, como o da suspensão: McPherson, na frente, e multi-link, atrás.

Quer ter acesso a todos os conteúdos exclusivos de Quatro Rodas? Clique aqui e assine com 64% de desconto.

O Q4 Sportback e–tron será o sétimo carro elétrico da marca, se juntando aos modelos e-tron, e-tron S, e-tron Sportback, e-tron Sportback S e e-tron GT, além do Q4 e-tron.

Desenvolvido sobre a plataforma modular VW MEB, o Q4 Sportback terá versões 4×2 e 4×4 Divulgação/Audi

Desenvolvido sobre a plataforma modular para veículos elétricos do Grupo VW, MEB, o Q4 Sportback terá versões 4×4 e 4×2. A unidade apresentada na pré-estréia era uma 4×4 com dois motores, um para cada eixo.

O motor da dianteira gera 75 kW (102 cv) de potência e 31,6 kgfm de torque. O traseiro, mais forte, entrega 150 kW (204 cv) e 31,6 kgfm.

A bateria de 82 kWh tem capacidade máxima de 125 kW e pode recarregar 80% disso em 30 minutos, de acordo com a fábrica.

Segundo a fábrica, a autonomia do Q4 Sportback e-tron pode passar dos 500 km, na versão 4×2 Divulgação/Audi

Segundo a Audi, com esse conjunto, o Q4 pode acelerar de 0 a 100 km/h em 6,3 segundos e atingir 180 km/h de velocidade, limitada eletronicamente.

Continua após a publicidade

A autonomia anunciada é a maior do segmento: 450 quilômetros, na versão 4×4, podendo superar os 500 quilômetros na 4×2. Sempre no ciclo WLTP.

Todo esse rendimento se deve não só ao conjunto de motor e bateria mas também à eficiência energética do projeto, passando pelo desenvolvimento da aerodinâmica, que garantiu um cx de 0,26 para o SUV, pela gestão de energia durante o uso do carro e também pelo sistema de recuperação de energia, durante as frenagens.

Livre das alavancas do freio e do câmbio, o console passou a ser grande porta-objetos Divulgação/Audi

Visualmente, o Q4 tem mesmo um aspecto futurista, com exceção da grade dianteira, que remete a um radiador, e que no Sportback ela ficou ainda maior. Mas, de fato, ela é um elemento decorativo.

Na carroceria o destaque, além do caimento do teto que o caracteriza como um SUV Cupê, são as caixas de rodas salientes, como ombros musculosos. E as próprias rodas, aro 22.

Por dentro, o estilo também é inovador, com o uso de materiais de cor clara e quatro bancos individuais revestidos em Alcantara. O espaço interno é amplo, uma vez que não há transmissão para atrapalhar e as baterias estão localizadas sob o piso.

Os 2,77 metros de distancia entre-eixos são inteiramente aproveitados pela cabine, onde até o console central – sem alavancas de freio e de câmbio — tornou-se uma espécie de aparador, com compartimento para porta-objetos na parte inferior.

O motorista tem todas informações projetadas no painel digital à frente do volante e na central multimídia. Mas, além disso, conta com um head-up display de grande dimensão que inclui os dados básicos da viagem além de um indicador de direção que projeta as setas sobre a via.

Audi Q4 e-tron e Q4 Sportback e-tron chegam ao mercado em 2021 Divulgação/Audi

O Q4 faz parte de um plano da Audi, chamado e-iniciative, de lançar 20 modelos elétricos até 2025. Mas, além desse projeto, a marca tem outras iniciativas para a mobilidade do futuro, a que inclui o plano Artemis, lançado agora, que propõe novas formas de gestão de projetos mais rápidas, enxutas e desburocratizadas.

Não pode ir à banca comprar, mas não quer perder os conteúdos exclusivos da nova edição de quatro rodas? clique aqui e tenha o acesso digital.

Fernando Pires/Quatro Rodas
Continua após a publicidade
Publicidade