Clique e assine com até 75% de desconto

Anfavea diz que carros nacionais são ”seguros”

Associação se pronunciou após resultados do Latin NCAP

Por Vitor Matsubara Atualizado em 9 nov 2016, 12h35 - Publicado em 24 jul 2013, 19h00
fabricantes

Poucas horas após o instituto Latin NCAP ter divulgado os resultados dos testes que reprovaram Renault Clio e Chevrolet Agile, a Anfavea (Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores) defendeu a qualidade dos automóveis fabricados no Brasil, classificando-os como “seguros”.

Em comunicado oficial, a associação disse que “alguns dos modelos cujos testes foram divulgados não estavam equipados com airbag, mas o equipamento está disponível ao consumidor brasileiro – de série ou como opcional”. Outro ponto defendido pela Anfavea é a obrigatoriedade de airbag duplo e freios ABS equipando todos os veículos fabricados no Brasil “a partir de 2014”.

Além disso, o comunicado expõe as normas dos testes norte-americano (impacto frontal a 48 km/h com 100% de sobreposição contra uma barreira fixa não deformável) e europeu (colisão frontal a 56 km/h com 40% de sobreposição contra uma barreira deformável), alegando que “cabe à fabricante a decisão de qual dos critérios será aplicado”, seguindo a resolução 221 do Contran, que estabelece que as fabricantes devem atender às normas da ABNT NBR15300-1, em conjunto com a NBR 15300-2 (critério norte-americano) ou NBR 15300-3 (critério europeu).

Publicidade