Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

Alfândega inglesa encontra drogas no caminhão da Kawasaki

Quatro foram presos após descoberta

Por Marcelo Brettas Atualizado em 9 nov 2016, 11h51 - Publicado em 4 Maio 2011, 18h08
Caminhão apreendido vinha pala Itália

Depois das vitórias de Jonathan Rea (Honda CBR1000RR) e Carlos Checa (Ducati 1098R) em cada uma das duas baterias do GP da Holanda, prova do Mundial de Superbike disputada no circuito de Assen, tudo foi desmontado e colocado nos caminhões das equipes, como ocorre em todas as provas de motociclismo e automobilismo realizadas na Europa.

Porém, ao entrarem na Inglaterra, onde nesse próximo final de semana acontecerá mais uma etapa do Mundial, os fiscais de fronteira em Dover, na Inglaterra, apreenderam um dos três caminhões da Kawasaki que chegava via Itália, após atravessar o Canal da Mancha de ferry-boat. Em seu interior foram encontrados 8 quilogramas de cocaína, 71 quilogramas de cartelas de anfetamina e 100 quilogramas de maconha, além de uma pistola e 35 cartuchos de munição.

Na ocasião quatro funcionários da equipe Kawasaki foram presos: os motoristas Philip Roe e Gary Matthews, além dos mecânicos Mattia Fontana e Daniel Swyer. A equipe pagou a fiança e garantiu acreditar na inocência de seus funcionários e que a droga tenha sido plantada por uma quadrilha internacional de tráfico de entorpecentes que se aproveitou da facilidade que as equipes gozavam na liberação de seu material.

As investigações prosseguem, mas uma coisa é certa, nesses próximos meses as fiscalizações serão muito mais rigorosas e problemas de atraso para as equipes de automobilismo e motociclismo, que contam com um calendário sempre cronometrado, não estão descartados.

Continua após a publicidade

Publicidade