Clique e assine por apenas 8,90/mês

Alemã Melkus fecha as portas

Marca de esportivos não atingia vendas de 25 unidades/ano

Por Márcio Murta - Atualizado em 9 nov 2016, 12h00 - Publicado em 22 ago 2012, 10h50
mercado

A marca alemã de automóveis esportivos Melkus anunciou o fim de suas atividades. Criada pelo ex-piloto de corrida Heinz Melkus, em 1969, a empresa já havia suspendido as suas atividades em 1986 e em 1990. Atualmente, o único modelo oferecido em seu portfolio era o RS2000, compacto desenvolvido com o mesmo conceito de leveza e agilidade do Lotus Elise.

De acordo com mídias internacionais, a Melkus tinha como meta vender 25 unidades anuais do RS2000 para manter suas atividades, porém, o valor base de 115.000 euros (o equivalente a 288.000 reais, sem taxas de importação ou impostos brasileiros) matinha baixa a procura pelo modelo. Informativos do exterior especulam que ainda há a possibilidade da empresa receber investimentos externos e se reerguer.

O RS2000 foi oferecido até então em três configurações. Na versão básica, o modelo utilizava um propulsor 1.8 sobrealimentado da Toyota, com 270 cv e 35,7 mkgf de torque, rendimento suficiente para leva-lo aos 100 km/h em 4s9 e atingir a velocidade máxima de 250 km/h. A configuração intermediária RS2000 GT, por sua vez, contava com o motor 2.0 TSI oriundo da VW. Ajustado para produzir 325 cv e 43,8 mkgf de torque, ele leva o compacto aos 100 km/h em 4s5 e à máxima de 270 km/h.

A configuração topo de linha do esportivo da Melkuys era chamada RS2000 GTS e extraia impressionantes 375 cv e 45,9 mkgf de torque do motor 2.0 turbo. Segundo a marca, ele acelerava aos 100 km;h em 3s8 e só parava de ganhar velocidade ao atingir 300 km/h.

Publicidade