Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

Acabou: produção do Bugatti Chiron será encerrada com série especial

Os últimos 40 exemplares produzidos serão uma mistura entre as versões mais poderosas do hipercarro de 1.600 cv

Por Pedro Henrique Oliveira Atualizado em 28 out 2021, 20h41 - Publicado em 28 out 2021, 20h40
Bugatti Veyron
Bugatti Chiron Super Sport tem nada menos do que 1.600 cv Divulgação/Bugatti

Com a meta de produzir 500 unidades já perto de ser batida, o Bugatti Chiron, um dos carros mais poderosos do mundo, está chegando em sua última fase de produção. Por isso, a Bugatti anunciou que as últimas unidades do hiperesportivo serão (ainda) mais especiais.

Assine a Quatro Rodas a partir de R$ 12,90

As 40 unidades restantes, ainda a serem produzidas, serão uma mistura entre as configurações Super Sport e Pur Sport. “Com o Chiron Pur Sport e Super Sport, estamos oferecendo aos clientes o auge de anos de desenvolvimento contínuo da plataforma Chiron”, apontou o diretor de vendas da Bugatti, Hendrik Malinowksi.

Bugatti Chiron
Últimas 40 unidades do Chiron serão uma mistura entre as duas configurações mais poderosas Divulgação/Bugatti

“Este espectro de desempenho, seja atingindo o ápice nas pistas ou rodando nas Autobahns em total luxo, leva o Bugatti Chiron a um nível inteiramente novo. Agora, com tão poucas unidades restantes, a pureza da receita W16 está sendo honrada com estilo”, continuou Malinowksi.

Continua após a publicidade

O W16 8.0 de quatro turbos a que o executivo se refere entrega nada menos do que 1.600 cv na versão Super Sport, ajuste que deve ser mantido para as unidades finais, levando-as a mais de 430 km/h. Para ir de 0 a 200 km/h, são apenas 5,8 segundos, segundo a marca.

Bugatti Chiron
Chiron Pur Sport tem 100 cv a menos, 1.500 ao todo Divulgação/Bugatti

Do Pur Sport, que tem “apenas” 1.500 cv, as unidades derradeiras deverão herdar os ajustes de suspensão mais firmes (as molas dianteiras são 65% mais rígidas e, as traseiras, 33%) e diversas alterações para redução de peso. A configuração, apresentada em 2020, chegou com a promessa de mais agilidade e melhor aerodinâmica, incluindo mais downforce.

Assim, misturando mais potência e ajustes aprimorados, o Chiron deverá atingir realmente seu ápice. Não parece ser apenas marketing do diretor de vendas.

Bugatti Chiron
Modelo pode ir de 0 a 200 km/h em menos de 6 segundos Divulgação/Bugatti

O Bugatti Chiron foi apresentado em 2016 no Salão de Genebra, como sucessor do aclamado Veyron. Um ano e meio após o seu lançamento, 300 das 500 unidades já haviam sido vendidas, e o ritmo de produção e vendas continuou a todo vapor mesmo com a chegada da pandemia da Covid-19. 

 

Não pode ir à banca comprar, mas não quer perder os conteúdos exclusivos da Quatro Rodas? Clique aqui e tenha o acesso digital

A edição 750 de QUATRO RODAS já está nas bancas!
A edição 750 de QUATRO RODAS já está nas bancas! Arte/Quatro Rodas
Continua após a publicidade

Publicidade