Clique e assine com até 75% de desconto

Melhor Compra Moto 2015 – On/Off-Road de 151 a 300 cm³

Por Da Redação Atualizado em 9 nov 2016, 14h47 - Publicado em 22 dez 2015, 17h37
YAMAHA XT 250Z TÉNÉRÉ

1° YAMAHA XT 250Z TÉNÉRÉ – R$ 13.990

Desde que chegou ao país, em 2011, a irmã menor da família Ténéré teve excelente aceitação. E não apenas pelo pedigree: ela tem um projeto robusto, que atendeu bem às expectativas de quem desejava um modelo hábil no trato diário urbano, mas também apto a dar umas escapadas nos fins de semana por estradas de terra com eficiência e segurança. O design da Ténérézinha é divertido, com tanque gordinho e um pequeno para-brisa, que ajuda a enfrentar viagens longas. E na linha 2016, que foi apresentada em maio, a moto ainda ganhou melhoramentos como painel digital, bagageiro mais forte e lanterna com leds, compondo uma rabeta mais bonita. E isso sem alteração do valor de tabela. Pois é, a XT 250Z Ténéré é mais barata que a grande rival, a XRE 300, não só no preço inicial como também na cesta de peças, seguro e franquia. A desvalorização de ambas é praticamente a mesma. Então, no fim das contas, apesar do motor mais fraco (20,7 cv de potência), ele vence com um custo- benefício mais atraente.

2° HONDA XRE 300 – R$ 14.530

HONDA XRE 300

A XRE 300 tem a confiabilidade da marca Honda, a enorme rede de concessionárias e a fama de durona e valente. O motor monocilíndrico bicombustível rende até 26,3 cv quando abastecido com etanol (coisa que quase ninguém faz). Mas o preço mais alto que o da Ténéré, o desenho meio datado, os custos proporcionalmente astronômicos de seguro e franquia e a cesta de peças mais cara foram decisivos para deixá-la em segundo. A versão com o importante ABS nos freios custa R$ 16 576.

3° YAMAHA LANDER XTZ 250 – R$ 13.670

YAMAHA LANDER XTZ 250

A Lander é uma moto bem-sucedida e tem uma legião de fãs, formada principalmente por quem gosta mais de um fora de estrada. O motor é o mesmo da XT 250Z Ténéré, com quem compartilha muitos componentes – por isso o custo da cesta de peças é exatamente o mesmo. Ela desvaloriza menos e possui seguro e franquia menores que os das rivais, é verdade, porém trata-se de um projeto mais antigo e de uma moto menos versátil, menos confortável e, visualmente, menos atraente.

Continua após a publicidade
Publicidade