Utilitários furgões acima de 1.000 kg

Iveco Daily 35S14, a Melhor Compra 2015, escolhida pela QUATRO RODAS, na categoria Utilitários furgões acima de 1.000 kg.

Iveco Daily 35S14Iveco Daily 35S14. Eleito como a melhor compra, na categoria Utilitários furgões acima de 1.000 kg, em 2015, pela revista Quatro Rodas.

Iveco Daily 35S14. Eleito como a melhor compra, na categoria Utilitários furgões acima de 1.000 kg, em 2015, pela revista Quatro Rodas. (/)

1º Iveco Daily 35S14 – R$ 89 900

Na comparação com os rivais, o Iveco Daily 35S14 se sai melhor em vários aspectos. Além de baixo custo de manutenção, sua desvalorização de 15,6% (igual à do Mercedes Sprinter) é a menor do segmento. E seu conjunto motor/câmbio/diferencial é imbatível, segundo especialistas.

 

Mercedes-Benz Sprinter 311Mercedes-Benz Sprinter 311. Eleito como a segunda melhor compra, na categoria Utilitários furgões acima de 1.000 kg, em 2015, pela revista Quatro Rodas.

Mercedes-Benz Sprinter 311. Eleito como a segunda melhor compra, na categoria Utilitários furgões acima de 1.000 kg, em 2015, pela revista Quatro Rodas. (/)

2º Mercedes-Benz Sprinter 311 – R$ 81 346

A disputa entre Sprinter e Daily foi equilibrada em vendas, desempenho e desvalorização. Mas a balança pendeu para a Iveco quando o interesse foi o custo de manutenção. Segundo nosso levantamento, a Mercedes tem peças que chegam a custar até 20% mais caro que as correspondentes da rival.

 

Renault Master Furgão (L1H1)Renault Master Furgão (L1H1). Eleito como a terceira melhor compra, na categoria Utilitários furgões acima de 1.000 kg, em 2015, pela revista Quatro Rodas.

Renault Master Furgão (L1H1). Eleito como a terceira melhor compra, na categoria Utilitários furgões acima de 1.000 kg, em 2015, pela revista Quatro Rodas. (/)

3º Renault Master Furgão (L1H1) – R$ 100 450

O Renault tem capacidade de carga ligeiramente maior que a dos concorrentes. Ele transporta 1593 kg, enquanto os rivais levam 1530 kg. Outro ponto forte é seu visual mais moderno. Mas o Master é mais caro, mais difícil de revender, segundo os lojistas, e sofre maior desvalorização (16,4%).

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s