Melhor compra 2018: os melhores SUVs de R$ 70.000 até R$ 250.000

As indicações de QUATRO RODAS na categoria SUVs novos até R$ 250.000

Nissan Kicks, Chevrolet Tracker, VW Tiguan e Volvo XC60 lideram essa categoria

Nissan Kicks, Chevrolet Tracker, VW Tiguan e Volvo XC60 lideram essa categoria (Acervo/Quatro Rodas)

Todos os anos, QUATRO RODAS seleciona as melhores compras de cada segmento para você levar para casa o carro ideal. É o Melhor Compra.

A seguir, os melhores SUVs do Brasil separados em seis faixas de preço (até R$ 80.000, R$ 100.000, R$ 150.000, R$ 250.000 e acima de R$ 250.000), com custos de peças, seguro e revisões:

Até R$ 80.000

1º – Nissan Kicks S 1.6 – R$ 80.990

 (Acervo/Quatro Rodas)

Após estrear no ano passado como vice, o Kicks chega este ano à liderança nessa faixa de entrada para o universo dos SUVs, segmento que mais cresce no Brasil há quatro anos seguidos.

Embora não seja o modelo mais acessível do grupo (subiu um pouco na linha 2019), este Nissan oferece muitos benefícios, um conjunto equilibrado e ainda é imbatível em valores de revisão e do seguro, apurado pela Tex/Teleport.Em 2017, o Kicks havia perdido por pouco para seu primo de Aliança, o Renault Duster, com o qual compartilha o câmbio CVT X-Tronic com seis marchas simuladas.

Mas, enquanto o Duster ficou datado, o Kicks segue embalado desde que foi nacionalizado (até 2016, ele era fabricado no México) e até hoje briga bonito com os afamados Honda HR-V, Jeep Renegade e Hyundai Creta.

Versão de entrada tem painel analógico

Versão de entrada tem painel analógico (Acervo/Quatro Rodas)

O conjunto mecânico é um dos pontos fortes, assim como o porta-malas (432 litros) e a dirigibilidade. Os pontos fracos vêm da plataforma do pequeno March: o tanque de 41 litros joga contra a autonomia e falta refinamento no acabamento.

Embora itens como apoio de braço entre os bancos dianteiros e piloto automático façam falta, ele não chega a decepcionar em termos de equipamentos. Vem com direção elétrica e Isofix, entre outros itens. No nosso teste de Longa Duração, o Kicks foi aprovado com louvor, mas a rede assistencial, um tanto desatenta, precisa evoluir.

Ficha técnica

  • Motor: dianteiro, transversal, 1.598 cm3, 16V, 114 cv a 5.600 rpm, 15,5 mkgf a 4.000 rpm
  • Dimensões: comprimento, 429,5 cm; largura, 176 cm; altura, 159 cm; entre-eixos, 261 cm; peso, 1.129 kg

Bolsa de valores

  • Desvalorização – 9,3%
  • Seguro – R$ 2.118
  • Rede – 168/90,9
  • Reparabilidade
  • Equipamentos – AR, DIR, VID, AUT, ESP

Peças

  • Amortecedores dianteiros – R$ 438
  • Pastilhas de freio – R$ 199
  • Kit de embreagem
  • Farol esquerdo – R$ 499
  • Para-choque dianteiro – R$ 750
  • Retrovisor esquerdo – R$ 450
  • Total – R$ 2.336

Revisões 

  • 10.000 km – R$ 379
  • 20.000 km – R$ 430
  • 30.000 km – R$ 399
  • 40.000 km – R$ 499
  • 50.000 km – R$ 399
  • 60.000 km – R$ 485
  • Total – R$ 2.591

2º – Hyundai Creta Attitude 1.6 – R$ 76.350

 (Acervo/Quatro Rodas)

Creta já conseguiu um empate na pesquisa de satisfação Os Eleitos 2017, mas perdeu para o Kicks em dois comparativos de QUATRO RODAS e também passa raspando aqui no Melhor Compra. Lançados quase que de forma simultânea, eles travam um embate dos mais parelhos entre os SUVs.

Embora tenha revisões e seguro mais altos que o rival, o Creta oferece cinco anos de garantia e tem rede autorizada mais confiável. Carro por carro, o Hyundai se destaca pelo porte mais imponente.

Mas o que joga contra é o preço salgado. Para ter uma versão automática é preciso desembolsar R$ 90.000. Por isso, abaixo de R$ 80.000, o interessado tem de ficar com esta versão de entrada, com câmbio manual de seis marchas.

Bolsa de valores

  • Desvalorização
  • Seguro – R$ 2.143
  • Rede – 210/91,5
  • Reparabilidade
  • Equipamentos – AR, DIR, VID

Peças

  • Amortecedores dianteiros – R$ 1.490
  • Pastilhas de freio – R$ 478
  • Kit de embreagem – R$ 1.246
  • Farol esquerdo – R$ 1.352
  • Para-choque dianteiro – R$ 196
  • Retrovisor esquerdo – R$ 680
  • Total – R$ 5.442

Revisões 

  • 10.000 km – R$ 219
  • 20.000 km – R$ 500
  • 30.000 km – R$ 579
  • 40.000 km – R$ 635
  • 50.000 km – R$ 399
  • 60.000 km – R$ 702
  • Total – R$ 3.034

3º – Jac T40 Pack 2 1.6 automático – R$ 70.990

 (Acervo/Quatro Rodas)

O JAC T40 se engalfinhou com o Tiggo2 na disputa por este terceiro lugar e acabou vencendo por ser mais espaçoso, equipado, silencioso e melhor de dirigir. Além de uma suspensão bem calibrada, a versão automática CVT tem motor 1.6 de 138 cv, por enquanto só a gasolina.

A receita chinesa de preço acessível e pacote recheado também está presente. De série, vem com ar automático, couro, start-stop, sensores de estacionamento, assistente de partida em rampas, piloto automático, direção elétrica, câmera frontal (uma mania russa), câmera de ré etc.

As revisões não são das mais baratas, mas a garantia é de seis anos. Fique atento ao seguro: ele custa, no mínimo, o dobro em relação ao dos rivais. Antes da compra, faça a cotação no seu perfil.

Bolsa de valores

  • Desvalorização
  • Seguro – R$ 6.542
  • Rede – 35/-
  • Reparabilidade
  • Equipamentos – AR, DIR, VID, EST, AUT, ESP

Peças

  • Amortecedores dianteiros – R$ 740
  • Pastilhas de freio – R$ 235
  • Kit de embreagem – R$ 1.333
  • Farol esquerdo – R$ 680
  • Para-choque dianteiro – R$ 940
  • Retrovisor esquerdo – R$ 510
  • Total – R$ 4.438

Revisões 

  • 10.000 km – R$ 480
  • 20.000 km – R$ 504
  • 30.000 km – R$ 504
  • 40.000 km – R$ 688
  • 50.000 km – R$ 504
  • 60.000 km – R$ 548
  • Total – R$ 3.228

Até R$ 100.000

1º – Chevrolet Tracker Premier 1.4 automático – R$ 100.990

 (Acervo/Quatro Rodas)

No fim de 2017, a GM eliminou o ponto fraco deste SUV mexicano, que era a falta do controle eletrônico de estabilidade e tração.

O ESP chegou com a nova versão Premier, topo de linha, sucessora da LTZ, com extensa lista de equipamentos: central multimídia (compatível com CarPlay e Android Auto), bancos de couro, direção elétrica, teto solar, câmera de ré, alerta de ponto cego, faróis com projetores e DRL de led, entre outros.

O ponto forte continua sendo o conjunto mecânico bem acertado, que garante ótima dirigibilidade, com toque de esportividade. No pós-venda, as revisões poderiam ter preços mais camaradas.

Bolsa de valores

  • Desvalorização
  • Seguro – R$ 3.060
  • Rede – 600/90,6
  • Reparabilidade
  • Equipamentos – AR, DIR, VID, EST, AUT, ESP, MUL

Peças

  • Amortecedores dianteiros – R$ 1.987
  • Pastilhas de freio – R$ 576
  • Kit de embreagem – R$ 1.951
  • Farol esquerdo – R$ 2.839
  • Para-choque dianteiro – R$ 2.592
  • Retrovisor esquerdo – R$ 1.859
  • Total – R$ 11.

Revisões 

  • 10.000 km – R$ 320
  • 20.000 km – R$ 648
  • 30.000 km – R$ 460
  • 40.000 km – R$ 724
  • 50.000 km – R$ 460
  • 60.000 km – R$ 648
  • Total – R$ 3.260

2º – Hyundai Creta Sport 2.0 automático – R$ 96.350

 (Acervo/Quatro Rodas)

Esta versão de apelo esportivo foi lançada na virada do ano para ocupar a lacuna entre a Pulse Plus 1.6 e a Prestige 2.0. O kit Black Design dá o tom das mudanças internas e também na grade frontal, barras no teto e spoiler traseiro pintados de preto.

Rodas diamantadas de 17” são exclusivas. Seguro é o menor da categoria. Outras vantagens são a garantia de cinco anos e a elogiada rede.

Bolsa de valores

  • Desvalorização
  • Seguro – R$ 2.330
  • Rede – 210/91,5
  • Reparabilidade
  • Equipamentos – AR, DIR, VID, EST, AUT, ESP, MUL

Peças

  • Amortecedores dianteiros – R$ 1.490
  • Pastilhas de freio – R$ 478
  • Kit de embreagem
  • Farol esquerdo – R$ 1.846
  • Para-choque dianteiro – R$ 196
  • Retrovisor esquerdo – R$ 786
  • Total – R$ 4.796

Revisões 

  • 10.000 km – R$ 235
  • 20.000 km – R$ 516
  • 30.000 km – R$ 595
  • 40.000 km – R$ 651
  • 50.000 km – R$ 415
  • 60.000 km – R$ 718
  • Total – R$ 3.130

3º – Nissan Kicks SL (Pack Tech) 1.6 automático – R$ 98.890

 (Acervo/Quatro Rodas)

Equilibrado, vai bem em quase todos os quesitos e não tem pontos críticos, salvo o tanque diminuto (41 litros).

Tem bom porta-malas (432 l) e um pacote de equipamentos generoso. Custos de revisão não são dos mais acessíveis e a rede Nissan ainda não tem o padrão das outras japonesas, como ficou claro na passagem do Kicks pelo Longa Duração, desmontado em 2017.

Bolsa de valores

  • Desvalorização – 9,3%
  • Seguro – R$ 4.329
  • Rede – 168/90,9
  • Reparabilidade
  • Equipamentos – AR, DIR, VID, EST, AUT, ESP, MUL

Peças

  • Amortecedores dianteiros – R$ 438
  • Pastilhas de freio – R$ 199
  • Kit de embreagem
  • Farol esquerdo – R$ 499
  • Para-choque dianteiro – R$ 750
  • Retrovisor esquerdo – R$ 450
  • Total – R$ 2.336

Revisões 

  • 10.000 km – R$ 379
  • 20.000 km – R$ 430
  • 30.000 km – R$ 399
  • 40.000 km – R$ 499
  • 50.000 km – R$ 399
  • 60.000 km – R$ 485
  • Total – R$ 2.591

Até R$ 150.000

1º – Volkswagen Tiguan Allspace Comfort. 1.4 automático – R$ 149.990

 (Acervo/Quatro Rodas)

A nova geração do Tiguan, que está chegando do México, adotou o sobrenome Allspace, para deixar bem claro que o SUV médio cresceu. A versão de entrada é de cinco lugares, mas a Comfortline, intermediária, traz sete assentos por um preço similar ao de outros SUVs sem terceira fileira de bancos.

A lista de equipamentos é extensa, e inclui bancos de couro (com regulagem elétrica), câmera de ré, rodas aro 18, ar de três zonas e faróis e lanternas com leds. Nessa configuração, o motor é o esperto e econômico 1.4 turbo de 150 cv, com câmbio automatizado DSG de seis marchas. As três primeiras revisões são gratuitas.  

Bolsa de valores

  • Desvalorização
  • Seguro – R$ 4.459
  • Rede – 520/85,4
  • Reparabilidade
  • Equipamentos – AR, DIR, VID, EST, AUT, ESP, MUL

Peças

  • Amortecedores dianteiros – R$ 1.126
  • Pastilhas de freio – R$ 927
  • Kit de embreagem
  • Farol esquerdo – R$ 9.013
  • Para-choque dianteiro – R$ 2.039
  • Retrovisor esquerdo – R$ 1.372
  • Total – R$ 14.477

Revisões 

  • 10.000 km – 
  • 20.000 km –
  • 30.000 km –
  • 40.000 km – R$ 1.027
  • 50.000 km – R$ 493
  • 60.000 km – R$ 630
  • Total – R$ 2.150

2º – Jeep Compass Longit. 2.0 TD 4×4 automático – R$ 149.990

 (Acervo/Quatro Rodas)

O Jeep perdeu aqui o primeiro posto, mas se mantém como um fenômeno de vendas, líder entre todos os SUVs. Nossa dica é para a versão intermediária com motor diesel de 170 cv e câmbio automático de nove marchas. Além da robustez e capacidade off-road, tem grande autonomia, revisões a cada 20.000 km (o dobro dos outros) e o menor custo de manutenção.

 

Bolsa de valores

  • Desvalorização
  • Seguro – R$ 3.407
  • Rede – 186/89,8
  • Reparabilidade
  • Equipamentos – AR, DIR, VID, EST, AUT, ESP, MUL

Peças

  • Amortecedores dianteiros – R$ 2.858
  • Pastilhas de freio – R$ 871
  • Kit de embreagem
  • Farol esquerdo – R$ 5.300
  • Para-choque dianteiro – R$ 2.846
  • Retrovisor esquerdo – R$ 3.676
  • Total – R$ 15.551

Revisões 

  • 20.000 km – R$ 882
  • 40.000 km – R$ 1.361
  • 60.000 km – R$ 1.677
  • Total – R$ 3.920

3º – Chevrolet Equinox LT 2.0 T automático – R$ 137.990

 (Acervo/Quatro Rodas)

A exemplo do Tiguan, o Equinox também vem do México para tirar nacos de mercado do campeão Compass. Tem motor 2.0 turbo a gasolina de 262 cv, câmbio automático de nove marchas e tração dianteira. Não apresenta a robustez do Jeep, mas compensa com uma tocada mais esportiva, urbana e refinada, e ainda oferece mais espaço e equipamentos.

Bolsa de valores

  • Desvalorização
  • Seguro – R$ 3.930
  • Rede – 600/90,6
  • Reparabilidade
  • Equipamentos – AR, DIR, VID, EST, AUT, ESP, MUL

Peças

  • Amortecedores dianteiros – R$ 1.640
  • Pastilhas de freio – R$ 1.449
  • Kit de embreagem
  • Farol esquerdo – R$ 5.486
  • Para-choque dianteiro – R$ 3.164
  • Retrovisor esquerdo – R$ 1.852
  • Total – R$ 13.591

Revisões 

  • 10.000 km – R$ 292
  • 20.000 km – R$ 596
  • 30.000 km – R$ 452
  • 40.000 km – R$ 792
  • 50.000 km – R$ 432
  • 60.000 km – R$ 596
  • Total – R$ 3.160

Até R$ 250.000

1º – Volvo XC60 Momentum T5 2.0 T automático – R$ 239.950

 (Acervo/Quatro Rodas)

segunda geração do Volvo mais vendido de todos os tempos chegou causando boa impressão no fim de 2017. A esportividade é garantida pelo motor 2.0 turbo com câmbio automático de oito marchas e tração integral sob demanda. Ficou mais bonito, espaçoso e tecnológico, mesmo nessa versão de entrada.

2º – Volkswagen Tiguan Allspace R-Line 2.0 T automático – R$ 179.990

 (Acervo/Quatro Rodas)

Pois é, o novo Tiguan evoluiu tanto que emplacou recomendações em várias faixas de preço. Esta é a topo de gama, com motor 2.0 turbo de 220 cv. Ou seja, esportiva até a alma. E com a tração integral que falta à versão intermediária. Vem completona e tem as três primeiras revisões gratuitas.

3º – Chevrolet Equinox Premier 2.0 T AWD automático – R$ 157.990

 (Acervo/Quatro Rodas)

Se não tem o status das marcas premium, em termos de custo/benefício o SUV da GM é dos mais atrativos, ainda mais com o generoso pacote de equipamentos que oferece. De quebra, conta com motor de Camaro: 2.0 turbo a gasolina de 262 cv, com câmbio automático de nove marchas e tração integral. 

Acima de R$ 250.000

1º – Volvo XC90 Excellence T8 2.0 T automático – R$ 499.950

 (Acervo/Quatro Rodas)

versão híbrida foi lançada no ano passado, com motor 2.0 Drive-E Turbo de 320 cv somado a um elétrico de 87 cv. Esportivo, luxuoso e econômico (faz quase 16 km/l na estrada), este SUV é um laboratório de itens de conforto e segurança. Gosta de luxo? Frigobar com taças de cristal é de série nesta versão.

2º – Range Rover Vogue Autobiography 4.4 V8 automático – R$ 758.100

 (Acervo/Quatro Rodas)

Luxo extremo sempre foi uma especialidade britânica em sedãs, vide os Rolls-Royce. Eis que este Range Rover traz toda essa tradição para o universo off-road, com acabamento, tecnologia e mimos que se pode esperar de um Land Rover top de linha. Para empurrar tudo isso, um V8 4.4 turbodiesel de 339 cv.

3º – Porsche Cayenne S E-Hybrid Platinum – R$ 420.000

 (Acervo/Quatro Rodas)

Não poderia faltar um SUV alemão neste seleto time. Além de bonito, completo, requintado, grande, ágil e seguro, o Cayenne híbrido é ecologicamente correto. De quebra, custa R$ 68.000 a menos do que a versão a gasolina. Motor V6 3.0 turbo somado ao elétrico entrega 416 cv e 56 mkgf. 

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s