Clique e Assine QAUTRO RODAS por R$ 9,90/mês
Continua após publicidade

BYD Song Pro é o novo SUV híbrido de entrada da marca, por R$ 189.800

Abaixo do Song Plus, o modelo chega em duas versões com a clara missão de bater de frente com Corolla Cross e Jeep Compass

Por Eduardo Passos
Atualizado em 10 jul 2024, 11h54 - Publicado em 10 jul 2024, 11h46

Para 2024, a BYD do Brasil quer focar nos carros híbridos. Agora, há mais um para o catálogo: o novo Song Pro, que estreia a partir de R$ 189.800 e se torna o SUV mais barato da marca no país. E tende a ser mais barato em breve, pois ele será o primeiro híbrido plug-in a ser produzido na fábrica da BYD em Camaçari (BA).

Como no BYD King, há duas versões que se diferenciam principalmente pela autonomia do sistema elétrico e a potência do conjunto mecânico. No BYD Song Pro GL (R$ 189.8000), são 223 cv e 71 km só com o motor elétrico. Já no Song Pro GS (R$ 199.800), são 235 cv no total e 110 km de autonomia elétrica. 

BYD Song Pro
BYD Song Pro (Fernando Pires/Quatro Rodas)

O torque não é divulgado, mas é superior a 30,6 kgfm em ambas variantes, que têm motor 1.5 aspirado (98 cv/12,4 kgfm) junto ao elétrico (197 cv/30,6 kgfm) — sim, o conjunto é igual mas a potência combinada é diferente, tendo a ver com ajustes para o tamanho de cada bateria.

Compartilhe essa matéria via:

E é importante ressaltar que o alcance é informado pela fabricante e baseado no otimista ciclo de testes NEDC; na prática, espere bem menos do que isso.

BYD Song Pro
BYD Song Pro (Fernando Pires/Quatro Rodas)

Como é o BYD Song Pro?

Os sufixos podem confundir, mas os preços deixam claro que o Song Pro está num andar abaixo do BYD Song Plus, que recebeu reajuste e subiu para R$ 239.800.

Apesar disso, o utilitário mais novo tem praticamente as mesmas dimensões do irmão maior, cujo espaço interno é farto. As dianteiras também são parecidas e a melhor forma de diferenciar ambos é pela traseira, onde o caimento é mais menos “cupê” e mais SUV (em lógica tipo a da Audi) e a assinatura visual do Pro não tem o mesmo aspecto tridimensional do Plus. O Song Pro, por sua vez, é quem tem frisos em cinza na coluna C.

Continua após a publicidade
BYD Song Pro
BYD Song Pro (Fernando Pires/Quatro Rodas)

O acabamento também mantém o nível no Pro, com materiais macios por toda a cabine. Mas é óbvio que haveria economia em algo, e ela está principalmente na automação: como no BYD King, o controle de cruzeiro não é adaptativo e não há assistente de permanência em faixa.

Além disso, saem de cena os bancos com aquecimento e ventilação, os ajustes elétricos do assento do carona e as telas são menores. A multimídia até gira e o quadro de instrumentos é digital, mas os displays somados têm 20,3”, contra 27,9” do Song Plus.

BYD Song Pro
BYD Song Pro (Fernando Pires/Quatro Rodas)

O Song Pro GL também renuncia ao carregador de celular por indução, ao ajuste elétrico do banco do motorista e ao filtro de ar mais avançado do ar, sempre de duas zonas. Todos, entretanto, chegam às concessionárias com oito anos de garantia para as baterias e seis anos para o motor e conjunto elétrico e para o chassi; sempre sem limite de quilometragem.

Continua após a publicidade
BYD Song Pro
BYD Song Pro (Fernando Pires/Quatro Rodas)
Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 9,90/mês*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Quatro Rodas impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 14,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$118,80, equivalente a 9,90/mês.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.