Clique e assine por apenas 5,90/mês

O que é a regeneração do filtro de partículas da Nissan Frontier?

Botão aciona a regeneração ativa que ajuda a limpar o filtro de poluentes sólidos, específico para motores a diesel

Por Da Redação - Atualizado em 8 ago 2017, 18h11 - Publicado em 8 ago 2017, 13h41
À direita, o botão do DPF na Frontier
À direita, o botão do DPF na Frontier Marco de Bari/Quatro Rodas

O que é a regeneração do filtro de partículas (DPF) que há na nova Nissan Frontier? – Hélio Constantino, Guarulhos (SP)

A partir de janeiro de 2010, veículos a diesel vendidos no Brasil passaram a ter um filtro de partículas, que fica posicionado sempre após o catalisador. Seu objetivo é reter os poluentes sólidos (fuligem) típicos desse combustível, reduzindo suas emissões em até 80%.

A nova Nissan Frontier traz como novidade um botão no painel à esquerda da direção (e à direita do botão de controle de tração), que faz a regeneração do filtro particulado de diesel (DPF, em inglês).

Ao ser ligado, o sistema aquece o filtro até queimar a fuligem, evitando que a picape tenha de ir a uma autorizada para fazer a limpeza (regeneração) do filtro.

Outros fabricantes adotam um tipo de regeneração passiva, feita em trajetos rodoviários e percursos mais longos, situação em que a temperatura dos gases de escape aumenta até conseguir queimar as partículas retidas no filtro.

A vantagem da regeneração ativa da Frontier está justamente nisso: não é necessário pegar estrada ou um longo trajeto para acionar o sistema.

Isso é importante, pois o acúmulo de partículas é maior em veículos que rodam pouco ou são mais utilizados em trechos urbanos.

 

Continua após a publicidade
Publicidade