Assine QUATRO RODAS por R$2,00/semana
Continua após publicidade

Novas Tecnologias: como é o filtro de poluentes para motores a gasolina

Para reduzir a poluição, os motores a gasolina também precisarão de filtros de partículas, como os a diesel de hoje

Por Paulo Campo Grande
Atualizado em 26 mar 2019, 07h00 - Publicado em 26 mar 2019, 07h00
Motor PSA 1.2 de 3 cilindros (Otavio Silveira/Quatro Rodas)

As emissões de material particulado sempre foram relacionadas aos motores a diesel em razão da grande formação de fuligem. Mas esse tipo de poluente não é exclusividade do diesel.

Motores do ciclo Otto também emitem partículas sólidas resultantes da queima da gasolina.

A diferença é que esses motores sempre emitiram menos particulado, comparados aos a diesel, e produziam outros poluentes (HC, CO, CO2, NOx) em maior proporção.

Com a redução destas emissões mais problemáticas, o particulado dos Otto entrou na lista dos inimigos a serem combatidos.

E, para agravar a situação, descobriu-se que a tecnologia dos sistemas de injeção direta, desenvolvida para melhorar a eficiência dos motores e diminuir a emissão de CO2, acabou tendo como efeito colateral o aumento das emissões de particulado.

Continua após a publicidade

A solução adotada foi a mesma já usada nos motores a diesel: um filtro. O filtro para gasolina (GPF, de Gasoline Particulate Filter) é composto por canais que permitem apenas a passagem dos gases e retêm as partículas. 

Uso contínuo

Ao contrário dos dispositivos usados nos motores a diesel, que devem ser abastecidos com um reagente químico (à base de ureia), o GPF não necessita de manutenção.

Nanofiltro

O GPF tem estrutura cerâmica cheia de canais superfinos (em escala manométrica, onde um nanômetro equivale à bilionésima parte do metro ou 10-9 metro), que retém as partículas.

Continua após a publicidade

Autolimpante

Depois de retidas, as partículas são queimadas dentro do próprio filtro, que chega a cerca de 600 ºC, aquecido pelo calor dos gases da combustão. Estima-se que o GPF consiga filtrar 75% da fuligem produzida pelo motor a gasolina.

Instalação

O GPF fica localizado entre o coletor e o cano de escapamento. Nesta imagem ele está instalado em série, logo depois do catalisador. Em condições normais (combustível de boa qualidade), o GPF dura toda a vida útil do motor do carro.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Os automóveis estão mudando.
O tempo todo.

Acompanhe por QUATRO RODAS.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Quatro Rodas impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 12,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.